Maternidade e carreira

Roda de Conversa aborda os dois temas e os desafios diários enfrentados por mulheres empreendedoras

Maternidade é um dos principais gatilhos para as mulheres abrirem as próprias empresas

Adriana Queiroz
22/03/2022 às 00:38.
Atualizado em 22/03/2022 às 09:42
 (Mateus Vieira/divulgação)

(Mateus Vieira/divulgação)

Abertas as inscrições para a Roda de Conversa promovida pela Câmara da Mulher Empreendedora de Montes Claros. Na pauta, assuntos como maternidade e carreira.

O evento acontecerá em 13 de abril, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Montes Claros. A palestrante é a terapeuta integrativa com trabalho voltado para mulheres empreendedoras Juliana Souza. Especialista em neurociência, e universo emocional feminino, ela morou 16 anos em São José do Rio Preto (SP) e há três anos reside em Montes Claros. É co-fundadora do Espaço Motiva. 
 
Como é conciliar a criação de um filho com o gerenciamento da vida profissional?Ao mesmo tempo que aprendemos a superar vários desafios nesse processo, temos também a oportunidade de desenvolver várias habilidades, como por exemplo a organização e o gerenciamento do tempo.

A questão é que muitas mulheres, por falta de autoconhecimento, desconhecem ou não reconhecem as habilidades que são desenvolvidas nesse processo de conciliar carreira e maternidade. 

Quais os principais desafios de estar no mercado de trabalho sendo mãe?
Existem vários desafios na vida de uma mulher que se torna mãe. Estando no mercado de trabalho, existem desafios internos e desafios externos. Um desses desafios externos é a falta de empatia da maioria das empresas e das pessoas que convivem com essa mulher e temos também dentro desses desafios o preconceito existente no mercado de trabalho. Nos desafios internos temos como por exemplo medo, insegurança de perder o seu lugar no trabalho e a culpa de ter que deixar seus filhos com outras pessoas, desafios esses que fazem muitas mulheres desistirem da carreira profissional. Outro desafio que assombra muitas mulheres é o medo de perder o emprego após voltar da licença-maternidade. Isso é verdade, infelizmente, muitas pessoas no mundo corporativo têm a tendência de olhar para as mães como uma profissional menos dedicada ao trabalho e muito pelo contrário, aumentamos o nível de responsabilidade e desenvolvemos outras habilidades. Esse é um dos desafios que faz com que muitas mulheres abandonem o CLT e passem a empreender.
 
O que motiva uma mulher a empreender após a maternidade?
A maternidade é um dos principais gatilhos para as mulheres abrirem as próprias empresas, como saída para conciliar o trabalho com as demandas do novo integrante da família. Além de facilitar o processo de conciliar o trabalho com as demandas da maternidade, empreender acaba sendo a saída para vencer a falta de emprego. Um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que cerca de 50% das mulheres são demitidas até dois anos após o retorno da licença-maternidade. Além do maior tempo com os filhos, o cenário hostil e a dificuldade em retornar ao mercado de trabalho faz com que muitas mulheres se movimentam em direção do empreendedorismo. 
 
A roda de conversa é aberta ao público. Quem pode participar?
Para participar da roda o perfil é de mulheres que estejam com dificuldades de lidar com o planejamento da vida materna e carreira, que não encontram apoio que não seja a própria força de vontade delas. Mulheres que querem engravidar e estão empreendendo e não sabem como costurar uma coisa na outra e outras que estejam mais fragilizadas mesmo pelo cansaço da rotina que não é fácil.
 
Serviço
Roda de Conversa
Onde: Auditório da Associação Comercial e Industrial de Montes Claros
Quando: 13/4
Valor: 35

Para participar da palestra basta se inscrever no site sympla.com.br/roda

  

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por