meio ambiente

E-lixo agora tem lugar certo no Norte de Minas

Central de Logística Reversa foi criada em Montes Claros para receber e dar a correta destinação a toneladas de eletroeletrônicos e eletrodomésticos

Larissa Durães
Publicado em 22/06/2022 às 00:28.
Estimativa é a de que 400 toneladas de material deixem de ser descartadas incorretamente na região. (Larissa Durães)

Estimativa é a de que 400 toneladas de material deixem de ser descartadas incorretamente na região. (Larissa Durães)

Carcaças e peças de computador, baterias, celular e até fornos e geladeiras velhos, geralmente descartados inadequadamente em aterros, lixões ou até mesmo lotes vagos, deixarão de ser mais um problema para o meio ambiente e a saúde pública para Montes Claros e 61 municípios que integram o Consórcio Intermunicipal e Multifinalitário para o Desenvolvimento Sustentável do Norte de Minas (Codanorte).

Por meio de uma parceria com a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree), foi inaugurada nesta terça-feira (21) a Central de Logística Reversa de Montes Claros. O espaço que irá receber esse tipo de resíduo fica na sede da empresa LAX Serviços Ambientais.

A iniciativa foi implantada para solucionar o problema do descarte dos produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos na região. A estimativa é a de que cerca de 400 toneladas de material deixem de ser despejadas em locais impróprios.

O serviço vai atender a uma população de cerca de um milhão de pessoas, preservando o meio ambiente, cursos d’água, solo e, por consequência, a saúde pública.

“Os municípios terão o lugar certo para recolher e terão o lugar certo para levar estes descartes. Estamos colhendo os frutos daquilo que estamos plantando e levando aos municípios. Mostrando para as populações como fazer o descarte da forma correta, porque os municípios irão receber o suporte para que isto aconteça e, com a ajuda da população, iremos ajudar o meio ambiente”, afirma o presidente do Codanorte, Eduardo Rabelo.

Para ele, a união do Codanorte com a Central de Logística Reversa irá fortalecer a região ainda mais na luta pela sustentabilidade.

Ambiente protegido e geração de renda
A coleta e a correta destinação dos resíduos eletroeletrônicos e eletrodomésticos – chamados de e-lixo – vão além da proteção ao meio ambiente. A atividade vai ajudar a gerar emprego e renda nesses municípios.

É o que avalia o secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA), André França. “Com a inauguração da Central Logística Reversa, esse material vai seguir para reciclagem, ajudando a gerar empregos verdes, preservar os recursos naturais e evitar a poluição ambiental”, pontua.
 
PERIGO
Mais do que um lixo descartado de forma inadequada, os eletro-eletrônicos representam perigo de contaminação para o solo, a água e o ar. Eles precisam ser manipulados por empresas capacitadas. É o caso da Lax, que é homologada para receber e armazenar este tipo de resíduo. A empresa está enquadrada na legislação para poder abrir e separar os componentes”, garante a gerente de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree), Helen Brito.

Proprietário da Lax Serviços Ambientais, André Lopes explica que a função desta central é fazer a consolidação desses materiais que vão poder ser descartados em mais de cem eco-pontos nos municípios. “O nosso papel é pegar esse resíduo, trazer até a empresa e fazer a logística reversa. Tirando esses resíduos perigosos do meio ambiente e dando um destino adequado para eles. Para então a Abree retirá-los e enviá-los para a destinação final ambientalmente correta”, explica.

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por