Em uma semana, o setor de epidemiologia da Secretaria de Saúde de Montes Claros vacinou 1.443 crianças e adolescentes na Campanha Nacional de Multivaci-nação e contra a Pólio. Esse número representa apenas 1,6% do total de 88.860 meninos e meninas que precisam receber a dose na cidade, meta estabelecida pela Superintendência Regional de Saúde (SRS). A campanha termina em 30 de outubro. 

A baixa procura pelos postos de saúde preocupa médicos e especialistas em saúde pública. “A vacinação é uma das medidas mais eficazes no combate a doenças no Brasil. Além de beneficiar a criança que foi vacinada, diminui a taxa de infecção causada por vírus e bactérias na população em geral”, enfatiza Januse Vieira Borborema, pediatra do Hospital das Clínicas DR. Mário Ribeiro da Silveira.

Ainda segundo a médica, a prevenção é um dos maiores pilares para se atingir uma vida longa e plena. Com os mesmos antígenos que causam a doença, mas enfraquecidos ou mortos, a vacina ensina o sistema imunológico a produzir os anticorpos que levam à imunidade. 

“Manter o calendário vacinal atualizado é responsabilidade dos pais ou cuidadores, apoiado pelo Estado e instituições responsáveis pela saúde pública”, alerta a pediatra. 
 
CORONAVÍRUS
Para a coordenadora do Setor de Imunização do município, Jaceilde Mendes, um dos motivos para a baixa procura pode ser o medo dos pais em relação ao contágio pela Covid-19. 

“Acreditamos que a baixa procura pode ter relação com o coronavírus. Temos relatos de pais que compareceram agora com crianças em atraso para vacinar porque não saíam de casa desde março. As crianças são as mais acometidas pela maioria das doenças, então, precisam ser vacinadas adequadamente nas idades corretas, de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação”, destaca a coordenadora.

Segundo a Secretaria de Saúde, as salas de vacina estão preparadas para receber as crianças com toda a segurança que o momento de pandemia exige. Além disso, pais e crianças devem estar com máscara de proteção. 

CAMPANHA
Para realizar a imunização das crianças, a Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros repassou mais de 269 mil doses de vacinas para 54 municípios no Norte de Minas que integram sua área de atuação.

A campanha, coordenada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), tem o objetivo de atualizar a caderneta de vacinação de crianças com idade a partir de um ano e de adolescentes até 15 anos e imunizar crianças de 1 a 4 anos contra a poliomielite.

Força-tarefa contra o sarampo
Adultos entre 20 e 49 anos têm também até o dia 30 para se vacinar contra o sarampo. A iniciativa faz parte do Plano de Ação para Interrupção da Circulação do Vírus do Sarampo no Brasil 2020. O Ministério da Saúde enviou 36 milhões de doses para reforçar a mobilização e alcançar o público-alvo de cerca de 90 milhões de pessoas.
Desde o início da ação, em 23 de março deste ano, cerca de 9 milhões de pessoas foram vacinadas. Até setembro deste ano, foram notificados 15.734 casos suspeitos de sarampo em 20 estados e no Distrito Federal. Nesse mesmo período, o Brasil registra sete óbitos pela doença, sendo um deles referente à faixa etária do público da campanha.
A orientação do Ministério da Saúde é vacinar o maior número de pessoas possível contra o sarampo.