Estou entregando os pontos...

Jornal O Norte
30/09/2005 às 10:46.
Atualizado em 15/11/2021 às 08:52

Samuel Nunes *

Depois do mensalão, mensalinho e severinos, agora é a vez de Edilson Pereira de Carvalho e do  empresário Nagib Fayad, o Gibão, ocuparem a manchetes dos jornais do país e até mesmo do exterior. Eles fazem parte de uma rede de apostas que planejaram e arquitetaram para fabricar resultados dos jogos do campeonato brasileiro, da taça Libertadores da América e das séries A e B do campeonato paulista. O juiz Edilson era, até então, primordial na execução desse esquema. Na madrugada da última quinta-feira, em uma transcrição do depoimento de Fayad exibida pela rede Globo, Gibão confessou ter dado R$ 40 mil a Edílson pela manipulação de Banfield 3 x 2 Alianza, Guarani 0 x 2 Corinthians, América 4 x 1 Palmeiras e Juventude 1 x 4 Figueirense.

Confesso que, diante de tudo que está acontecendo neste país tão grande e bobo, estou totalmente desacreditado das minhas duas grandes paixões, que são o futebol e a política. Recentemente, em uma aula na faculdade de Jornalismo, o coordenador de jornalismo da InterTV Grande Minas e também professor Paulo Fernandes disse a nós, acadêmicos do último período de comunicação social – com habilitação em jornalismo – que, como formadores de opinião, jamais podemos desistir de passar uma mensagem positiva à sociedade, para ser mais claro, o competente professor queria dizer aos meus colegas e a mim que não poderíamos perder a esperança de que as coisas no país vão melhorar.

Até que saí da aula um pouco mais animado, no entanto, meu caro amigo e professor Paulo Fernandes, eu estou entregando os pontos. Estou profundamente triste com as coisas que estão acontecendo neste país e, o que é pior, as pessoas estão achando tudo muito natural.

Para refrescar a memória, recentemente a rádio Itatiaia de Belo Horizonte, através do programa Bastidores, do competente e dinâmico repórter João Vítor Xavier, entrevistou o empresário de futebol Roberto Tibúrcio. Na oportunidade, ele revelou que pagou, a mando da diretoria do Galo, dez mil reais para jogadores de algumas equipes, inclusive do maior rival, o Cruzeiro, para que pudessem se esforçar e, conseqüentemente, ganhar as partidas. Isto acontecendo, o Atlético mineiro seria beneficiado e sairia da zona de rebaixamento do brasileiro do ano passado. Notem que esse assunto saiu da mídia, ninguém fala mais nada sobre o mesmo. O empresário Roberto Tibúrcio não apresentou provas, sumiu dos holofotes das TVs, microfones das emissoras de rádio e das páginas dos jornais. Será que esse assunto morreu? Ou melhor, já foi enterrado?

Graças a Deus que sou evangélico, e é em Deus e nas coisas espirituais que estou me apegando cada vez mais. Do mundo político, só vejo manobras em beneficio próprio. Como exemplo, cito a eleição do comunista Aldo Rebelo para a presidência da câmara dos deputados. O governo Lula entrou com tudo na eleição do seu aliado político, falam até mesmo que o governo vai ajudar aqueles deputados que estão na mira da cassação. Em troca, eles votariam no candidato do governo. Soma-se a isso a promessa de cargos no governo. Alguns deputados falaram à imprensa que o governo usou o mensalão para eleger o seu candidato à presidência da câmara.

Como disse anteriormente, estou jogando a toalha no que se refere à política praticada por alguns políticos e, por fim, ao futebol, a grande paixão nacional. Meu Cruzeiro não ganha mais de ninguém, os perrelas não podem ver dólares que vendem qualquer jogador da equipe, ou melhor, os bons jogadores, que os pernas de pau continuam lá. Assim como em Brasília têm péssimos políticos, na Toca da Raposa têm vários jogadores que só provocam a ira e a revolta dos torcedores.

Adriano Cabiru, Adriano Losada, Weldon, Marcelo Batatais, Fábio goleiro, Patricki e outros mais não têm a mínima condição de vestir o manto estrelado e, por isso, estou desistindo desse time horroroso e péssimo dos péssimos. Acordem, perrelas, acordem homens de Brasília, que era para ser denominada a nossa capital federal, no entanto, está se transformando na capital mundial da corrupção! É óbvio que essa corrupção não se aplica a todos os políticos que lá estão, só em uma boa parte, ou melhor, quase todos.

* Estudante do curso de Jornalismo da Funorte

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2023Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por