Wendell Lessawendell_lessa@yahoo.com.br

O vizinho próximo

12/05/2022 às 00:21.
Atualizado em 12/05/2022 às 13:22

Provérbios nos diz que essas amizades sinceras são como perfumes. De fato, quando você encontra um amigo verdadeiro é prazeroso cultivar sua presença. Mas veja que o escritor nos diz que essa amizade precisa ser sincera. “Sem cera”. Pura. Sem máscaras

O texto de Provérbios 27.9,10 diz assim: “Perfume e incenso trazem alegria ao coração; do conselho sincero do homem nasce uma bela amizade. Não abandone o seu amigo nem o amigo de seu pai; quando for atingido pela adversidade não vá para a casa de seu irmão; melhor é o vizinho próximo do que o irmão distante”.

Esses versículos são impactantes, especialmente por sua conclusão: “melhor é o vizinho próximo do que o irmão distante”. O escritor quer nos exortar ao cultivo de amizades sinceras e sólidas, a fim de que, no dia que precisarmos ser socorridos, o nosso próximo nos ajude solicitamente. É claro que ele não está incentivando ninguém a abandonar o seu irmão sanguíneo ou valorizar outras pessoas mais do que os de sua família. Eu penso que a família deve estar sempre em primeiro lugar: esposa ou esposo e filhos. Depois, os demais, começando por pais, mães, sogros e sogras etc. Isso é bíblico. 

A Bíblia nos ensina que, quando você se casa, uma nova família é criada. Nova. Ela tem suas próprias histórias, seus próprios desafios. Você continua amando seus pais e honrando a eles, porque também é bíblico. Agora, porém, suas responsabilidades principais devem ser destinadas à sua família nuclear, central. E nesse texto de Provérbios vemos que, para além de nossas amizades centrais e nucleares, devemos cultivar amizades sólidas com pessoas ao nosso redor. Deus deseja que tenhamos novos amigos, a fim de anunciar a eles a graça salvadora do nosso Senhor Jesus Cristo. E é interessante. 

Provérbios nos diz que essas amizades sinceras são como perfumes. De fato, quando você encontra um amigo verdadeiro é prazeroso cultivar sua presença. Mas veja que o escritor nos diz que essa amizade precisa ser sincera. “Sem cera”. Pura. Sem máscaras. E à medida que as amizades vão crescendo, vamos ampliando mais e mais a nossa rede de contatos e de alegrias. Por isso ele diz que “não devemos abandonar o amigo do nosso pai”. Isso é história. É manter as relações desde o passado e cultivá-las. Os amigos dos nossos pais podem nos socorrer em momentos difíceis. Eles vão nos ajudar porque os nossos pais os ajudaram no passado. E quando vier uma crise, eles estarão dispostos a nos ajudar. 

Então, quem está próximo de nós, um amigo do nosso pai, poderá ser mais útil do que um irmão que mora longe. Eu já passei por isso. E você deve ter passado também. Já passei por momentos em que a família estava distante e eu precisei de ajuda. Pessoas próximas nos ajudaram. E como isso é gratificante. 

A gente percebe como Deus usa pessoas – algumas que a gente nem conhece direito ou que nem imaginava ajudar – para demonstrar que a sua providência nos ampara em todos os momentos. Por isso é bom ter amigos. Parece um tipo de utilitarismo, não é? Eu ajudo você porque você pode me ajudar um dia. Parece mesmo algo como jogo de conveniência. Mas não é. Isso é amor cristão: amar o próximo como a si mesmo. É o que Jesus Cristo nos ensinou. 

Quando amamos o outro o quanto nos amamos estaremos sempre dispostos a ajudá-lo em momentos adversos. Por quê? Porque não gostaríamos, nós mesmos, de estarmos em situação igual ou pior. Então, se nos amamos – e eu acho que nos amamos mais do que qualquer outra coisa – não vamos querer passar por sofrimentos sem ter quem nos ajude. Então pensemos no outro lado: quantas pessoas você pode ajudar hoje? Quantas pessoas podem precisar de você nos próximos dias? 

Cultive amizades sinceras. Nunca se esqueça de seus amigos. Eles poderão ser úteis a você. E, por outro lado, seja você também um bom amigo, esteja disposto sempre a amparar quem necessitar de seu ombro amigo. Seja um amigo de verdade!

  

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por