Pedro MartinsEscritor, Ciências Jurídicas e Agronômicas

Drone

Publicado em 29/11/2022 às 22:41.

O comando aéreo central, das mentes efervescentes dos jovens que se entusiasmam com a possibilidade de transgredir os limites da legislação civil, violam a privacidade, invadem o espaço aéreo, permeiam pelos bairros e vias, gravando e curtindo ao bel prazer o dom da visão panorâmica.

Obviamente que isso não é um conceito libertário. Estamos falando do que sempre existiu. Desde os tropeiros que escalavam picos de colinas para visualizar paisagens, até os antigos engenheiros em aviões “teco-teco” que forjavam imagens com aproximações semelhantes para construir mapas imprecisos.

Das guerras construídas no início do século passado, sobre a premissa estratégica de utilizar aviões precários, de tecnologia emergente criada pelos pais da aviação, até as mais tecnológicas armas chinesas de ataque remoto. Essa a visão do futuro, que outrora foi o passado.

Claro que os aviões ainda causam receios, mas já caíram na naturalidade do cotidiano. Então, por quê os drones não conquistarão tal espaço? Nada mais são que a extensão natural do nosso ser, que cada vez mais se torna biônico. 

Os que ousaram transgredir os limites da privacidade, gerarão risadas ou olhares profanos, mas nunca, nunca podem representar a malignidade, e tão somente, deverão representar a ousadia juvenil, das mentes que querem construir alicerces sob a premissa de usar e abusar da tecnologia.

Seremos cada vez mais as lunetas de nossas próprias ambições, e permeando a evolução progressiva do agir, conquistaremos os espaços aéreos sem a permissão da ANAC, ou até mesmo sem a aquiescência da Rede Globo... Voaremos juntos, passarinhos.

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2023Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por