A revista do IHGMC

Vitrine Literária / 17/07/2021 - 07h47


Durante longos anos nós relatamos, cronologicamente, os acontecimentos acerca do Instituto Histórico e da cidade de Montes Claros, procurando sempre aperfeiçoar a nossa história dos tempos de antanho. Entretanto, nunca se viu tanta tristeza por parte de todos os associados como agora, tudo isso devido à partida inesperada de três dos nossos confrades por imposição da Covid-19.

Não bastasse essa intolerância do corona vírus, dois outros confrades partiram por motivos outros. Confesso que não está sendo fácil competir com essa pandemia, entretanto, o Instituto Histórico e Geográfico sempre esteve, em última análise, com as suas portas abertas todos esses dias, cumprindo com as determinações da Secretaria Municipal de Saúde, tanto no distanciamento social como, também, no uso do álcool em gel e das máscaras, preservando, assim, a saúde dos nossos associados e evitando com isso o contágio da doença.

Nota-se que nesta edição há as bem-apessoadas páginas que são dedicadas, in memoriam, a Aldemar Marques da Silva, Harlen Soares Veloso, Leonardo Campos, Américo Martins Filho e, também, a Paulinho Ribeiro. Ademais, o leitor poderá deliciar-se com os textos de Alceu Augusto de Medeiros, André Luiz Lopes Oliveira, Antônio Pereira de Santana, Edvaldo de Aguiar Froes, Fabiano Lopes de Paula, Filomena de Alencar Monteiro Prates, Gustavo Mameluque, Landulfo Santana Prado Filho, Manoel Messias Oliveira, Mara Narciso, Glorinha Mameluque e Silvana Mameluque Mota. 

Num conjunto literário muito bem arquitetado pelos saudosos associados Harlen Soares Veloso e Leonardo Álvares da Silva Campos, com os portentosos textos (“Sobrado da Fazenda Lambari” e “A Verdadeira Origem do Homem”), é completado com chave de ouro esta edição de número 26, além do que, é importante demonstrar com clareza a influência cultural da nossa terra na formação e no desenvolvimento da sua história antiga, com registros e resgates, na benemerência dos nossos ilustres associados. Boa leitura!

Fazendo um retrospectivo das nossas publicações, registramos aqui que já foram editados 26 volumes da Revista do Instituto, em 14 anos de existência. Também publicamos mais de 60 Informativos, periódico onde está sendo assentado a história do Instituto.


Hoje, o quadro, com cem associados, está completo e isso deslinda na credibilidade da entidade, que vem cumprindo com todas as suas obrigações estatutárias em defesa do história da cidade e dos interesses de seus membros.

A pandemia do coronavírus tem nos prejudicado na realização de reuniões e de pequenas atividades rotineiras, todas necessárias ao nosso convívio, na sustentação de seus princípios estabelecidos no Estatuto e Regimento Interno.

Não temos poder de polícia, mas podemos vigiar e denunciar qualquer manifestação maldosa contra o nosso patrimônio público. Pois bem, a revista do Instituto tem essa finalidade e é por isso que somos, totalmente, contra a demolição do Automóvel Clube e do Hotel São José, dois importantes marcos do desenvolvimento de nossa cidade. 

Assim como estamos preservando e resgatando a história de Montes Claros, é salutar que todas as outras entidades façam o mesmo porque, só assim, e com a união de todos, é que poderemos defender as nossas tradições e os nossos costumes. 

Fazendo um retrospectivo das nossas publicações, registramos aqui que já foram editados 
26 volumes da Revista do Instituto, em 14 anos de existência. Também publicamos mais
de 60 Informativos, periódico onde está sendo assentada a história do Instituto

Publicidade
Publicidade
Comentários