Lafarge vendida

Preto no Branco / 11/09/2021 - 00h59

Uma das principais notícias da área econômica do país nesta semana vem do Norte de Minas. Trata-se da venda da produtora de cimentos de Montes Claros LafargeHolcim para a Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) por US$ 1,025 bilhão (ou R$ 5,3 bilhões). No comunicado divulgado ontem (10), a Lafarge informou que o negócio inclui as cinco plantas integradas de produção de cimento que operam no país, quatro estações de trituração, seis unidades de agregação e 19 unidades de mistura de concreto.

Visita de Zema
A assessoria do governador Romeu Zema informou que ele estará em Montes Claros na próxima quinta-feira (16), quando anunciará oficialmente a construção do Anel Rodoviário Norte no município. A previsão é a de que a obra tenha início ainda neste ano. O chefe do Executivo mineiro deverá comentar ainda sobre o serviço de duplicação da BR-135, bem como a conclusão do Anel Rodoviário Sul, também em Montes Claros.
 
Assessor de Aécio
O Diário Oficial da União divulgou na edição de quinta-feira a nomeação do jovem Bruno Paulino na função de secretário parlamentar, lotado na Câmara Federal, no gabinete do deputado federal Aécio Neves. Bruno, que é filho do ex-prefeito de Rio Pardo de Minas, Edson Paulino, até bem pouco tempo fazia parte da equipe da ex-deputada federal Raquel Muniz. Na nova função, ele será um dos responsáveis pela articulação política do parlamentar mineiro no Norte de Minas.
 
Obrigado pandemia
Antes do início da pandemia da Covid-19, o que assistimos por este Brasil afora eram lamentações de governadores e prefeitos. Com a chegada do vírus, que se alastrou pelos quatro cantos do país, e a obrigatoriedade do governo federal de socorrer estados e municípios, veio a salvação da lavoura. Estes conseguiram colocar as contas em dia e ainda sobrou dinheiro para investimento. Aliás, as medidas restritivas impostas à população também serviram para aliviar os caixas, já que diminuiu os custos da máquina administrativa. O resultado é que somente coube à população o pagamento da conta.
 
Humberto Souto
Sem citar nome, o prefeito de Montes Claros, Humberto Souto, aproveitou as redes sociais para mandar recado direto a parlamentar que tenta assumir a paternidade do sistema de saúde no município. Comentou: “A saúde teve dinheiro suficiente para manter todo um projeto de assistência à pandemia sem ter um problema nos hospitais. Nenhum paciente deixou de ser internado por falta de leito. Graças ao governo federal, que mandou dinheiro sem nós pedirmos. Não teve deputado no meio, não teve toma lá dá cá. O dinheiro caiu na conta no dia exato, da mesma forma que está acontecendo com a vacina, que tem sido vítima da politicagem que toma conta do país. Fomos atendidos na hora certa. O Brasil passou os Estados Unidos na vacinação, mas a imprensa só divulga o desastre, não quer mostrar que estamos saindo da crise, apesar das dificuldades”.

Publicidade
Publicidade
Comentários