Eleição na OAB

Preto no Branco / 27/11/2021 - 00h21

Acontecem hoje, em todo o país, as eleições da OAB. Analisando a disputa no Estado e em Montes Claros, o quadro é o seguinte: segundo levantamentos para o consumo interno, a tendência é que o candidato Sérgio Leonardo saia vencedor do processo. Ele disputa com o ex-presidente Luiz Cláudio Chaves. Em Montes Claros, até o dia de ontem não foi possível fazer a leitura do quadro, o candidato Herbert Alcântara, que tem o apoio da atual diretoria, da qual é vice-presidente, largou na frente, mas nos últimos dias foi possível perceber o crescimento da candidatura do advogado Danilo Kleber. Quem vencer será por uma margem pequena de votos.

Terceira via
Sempre lembro aos leitores que cada eleição conta sua própria história, não apresentando semelhança com o pleito anterior. Para o pleito de 2022 tudo caminha para a polarização nos Estados e com possibilidade na União. O desenho é de que uma terceira via terá dificuldade em sobreviver. A maior possibilidade é na esfera federal. Setores influentes da imprensa tentam emplacar um nome que não seja nem Lula ou Bolsonaro. Hoje a tentativa é em torno do nome do ex-juiz Sérgio Moro (Podemos). Entretanto, a definição recairá sobre o terceiro nome que melhor sobressair aos holofotes do processo.
 
Zona de conforto
O governador Zema (Novo) tem sido levado para a zona de conforto alimentada pelo resultado das pesquisas de intenção de votos realizadas no Estado. Ele tem dificultado a interlocução com parlamentares e lideranças do Estado, entendendo que não necessitará negociar estes apoios. Certamente está correndo dos pedidos que normalmente são apresentados por deputados e lideranças em troca do apoio. Já o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que polariza a disputa, busca interlocuções, mas tem encontrado dificuldade, principalmente em abrir campo no interior do Estado.
 
Governo ou Senado
O presidente da AMM, Julvan Lacerda (MDB), tem aproveitado a boa avaliação junto aos prefeitos do Estado para colocar seu nome na disputa eleitoral de 2022. O nome estava cogitado para disputar o Governo do Estado, mas reconhecendo a dificuldade, poderá mudar de rota. Nesta semana, ele foi convidado pelo presidente Nacional do Avante, deputado federal Luis Tibé, para se filiar na agremiação e disputar a vaga de Minas no Senado. Tudo leva a crer que aceitará o desafio.
 
Chapa definida
O Diretório do Cidadania se reúne na manhã de hoje (27), na Câmara de Montes Claros, para definir a nova direção do partido. Na prática, o encontro servirá para referendar o nome do vereador e presidente da Câmara, Claudim Rodrigues, por mais um mandato à frente da agremiação. A vice-presidência ficará com Antônio Carlos Bastos e a secretaria com Odilon Maia.

Publicidade
Publicidade
Comentários