Uma boa dose de humor

Gente e Ideias / 18/09/2021 - 00h02

Um parque de diversões. É assim que a advogada montes-clarense Rosilene Lima Neves define as redes sociais, principalmente o Facebook, onde está mais presente. Apesar da profissão mais austera, que projeta um ar de formalidade, Zila, como é conhecida, usa o humor para falar sobre a vida, situações, aprendizados e até política em um meio de comunicação que chega a praticamente todos.

As postagens trazem de forma divertida, engraçada e um pouco debochada muito do cotidiano do montes-clarense, notícias do Estado e do país.

“Sou geminiana. Fiel ao conceito que nos dão. Tenho uma dualidade no meu ser, o que não implica dizer que tenho ‘duas caras’”, diz. Ela acredita que consegue lidar e se adaptar às circunstâncias porque gosta de agregar, de estar de bem com a vida e com as pessoas que a cercam.

“Busco informações por gostar de aprender, de estar a par dos acontecimentos e me apraz trazer o que absorvo para o meus ‘contatos’ e amigos das redes sociais. Transmito as informações que colho nos sites diversos e, especialmente, no Twitter, onde tudo acontece primeiro”, conta.

Pitada crítica
Inicialmente, a advogada se recusava a tratar sobre política, já que, para ela, as redes sociais era um lugar de diversão. “Postava muitos causos, piadas, memes e escrevia um monte de palhaçada. Com o tempo, fui percebendo que faltava uma pitada mais crítica, de assuntos mais sérios, digamos. Comecei a emitir minha opinião sobre o que ocorria nesse mundo e, desde então, tais postagens viraram freguesas constantes”, diz Zila.

Sobre os assuntos, até mesmo os ligados à política, ela diz que trata de uma forma crítica, com certa dose de humor. “Mas verdadeira, externando opiniões e minhas leituras sobre o que ocorre nesse mundo maluco composto por políticos, magistrados e que tais”, diz.

Publicidade
Publicidade
Comentários