Mais vacina, por favor!

Editorial / 16/04/2021 - 00h02

Inúmeras prefeituras em Minas Gerais e em diversos outros estados brasileiros já entraram, individualmente ou através de consórcios, na corrida para a compra de vacinas. Com leis aprovadas recentemente que não apenas os autorizam a adquirir as doses, de forma independente do Ministério da Saúde, mas facilitam a aquisição.

Um alento para quem aguarda em fila para ser vacinado, para quem perdeu entes queridos, a compra de doses das vacinas por governos estaduais e gestores municipais pode trazer um sopro de esperança para os profissionais da saúde que estão, diuturnamente, lutando para salvar vidas. 

Em esgotamento, estes profissionais já ultrapassaram todos os seus limites e rezam por milagres a cada amanhecer. Sem leitos em quantidade suficientes para atender todos que pedem socorro, com a respiração suspensa ante a possibilidade de falta de oxigênio ou, ainda, ante a dificuldade em adquirir medicamentos fundamentais. 

Como os que compõem o kit intubação, nesta luta contra a Covid-19, eles também enxergam no aumento da velocidade de vacinação uma solução plausível para varrer de vez o vírus e colocar o fim a essa guerra.

Para a economia, a imunização em massa também é valiosa, já que pode significar uma vida mais próxima do antigo normal, com comércios abertos, com empregos para as muitas famílias que passaram a viver, desde a chegada da pandemia, de forma indigna, dependendo de um auxílio do governo aqui, da doação de uma cesta básica ali.

Os milhões que estados e municípios mantiveram guardados até o momento, trancados a sete chaves em seus cofres, finalmente poderão ser utilizados para a compra de mais doses, dando um ritmo mais ágil à vacinação, como sonham aqueles que estão na linha de frente dessa guerra feroz e, ainda, aqueles que engrossam as estatísticas de recuperados, mas com sequelas ou, ainda, os que, da noite para o dia, passaram a ser contados com mais um dos milhões de desempregados.

Não importa. O que importa mesmo são as vidas que poderão ser salvas. Se só vida for salva nesta nova batalha, todos os esforços terão sido válidos para finalmente chegarmos ao novo normal, com direito a beijos, abraços, comemorações por todos que permaneceram...

Publicidade
Publicidade
Comentários