Sem leite

Conversa Inteligente / 06/04/2021 - 00h50

A bancada norte-mineira de deputados na Assembleia de Minas precisa reagir à exclusão da região do programa Leite Novo, criado pelo governador Romeu Zema. O governo do Estado informou que o programa atenderá apenas municípios dos vales do Jequitinhonha e Mucuri. 

Pandemia 
Não precisa nem lembrar que o programa é essencial, principalmente agora durante a pandemia da Covid-19, quando milhares de famílias vivem em vulnerabilidade social, desempregada, passando necessidade. 
 
Abuso eleitoral
Só espero que a classe política não use o programa do leite para enganar o povo carente em ano de eleição. O receio do abuso político é de que o programa seja ampliado durante o ano eleitoral (2022), sendo encerrado após a campanha.
 
Exemplo
No Paraná, o programa do leite foi criado há 16 anos, já beneficiou uma geração, e foi sendo mantido, gestão após gestão. O Programa Leite das Crianças foi criado pelo ex-governador Roberto Requião, em 2003, e segue firme até hoje. 
 
Polêmica 
No momento em que a pandemia atinge seu auge no país, com mais de 70 mil casos confirmados de Covid-19 por dia, a polêmica sobre abertura das igrejas fica mais importante do que o foco no combate ao coronavírus. 
 
Calado
Autor da Onda Roxa que cria severas restrições para os mineiros, o governador Romeu Zema (Novo) mantém o silêncio diante da polêmica de reabertura das igrejas. 
 
Aliados 
Lideranças próximas ao governador Zema insistem para ele mudar o jeito de fazer política, caso queira ser reeleito. Eles lembram que, no próximo ano, não haverá o vento Bolsonaro. Ou seja, a tal política nova não durou um mandato.

Publicidade
Publicidade
Comentários