Bem quieto

Coluna Esplanada / 08/10/2021 - 00h01

Auxiliares próximos do presidente Jair Bolsonaro o aconselharam a não se manifestar sobre a divulgação da informação de que o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, têm offshores em paraísos fiscais. Até a noite de quarta-feira, Bolsonaro não havia dito uma palavra sobre o assunto que constrangeu o governo. Aliás, a relação entre o chefe e Guedes segue estremecida. O tema é caro ao presidente, que já expressou, anos atrás, que “a elite política assalta o contribuinte e envia o dinheiro para um paraíso fiscal”.

Te vira!
Não esperem de Bolsonaro um posicionamento de defesa ao ministro da Economia, que fervilha no cargo e já é cercado pela oposição para se explicar no Congresso.
 
Bondão 
Todos vacinados, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a senadora Kátia Abreu e outros parlamentares viajam para a Europa mês que vem em agenda oficial. Você paga.
 
Qual é, santidade?
Pegou mal entre dioceses Brasil adentro a notícia de que a reitoria do Cristo no Rio vai lançar a Cachaça Redentor para aumentar receitas. Logo vendendo álcool???
 
E aí, Queiroga?
Depois de cumprir quarentena nos Estados Unidos, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, retomou a rotina sob pressão da CPI da Pandemia e de secretários estaduais da saúde. O chefe da pasta tinha prazo até ontem para prestar à CPI esclarecimentos sobre o Plano Nacional de Imunização de 2022 e a retirada da vacina CoronaVac das novas fases de vacinação a partir do ano que vem.
 
É uma miséria
Os secretários de saúde dos estados cobram de Queiroga posição sobre o Orçamento da Saúde para 2022: reserva apenas R$ 7,1 bilhões para o enfrentamento da pandemia, que representa apenas 17% do montante empenhado em 2020 (R$ 42,2 bilhões) e 15% do total autorizado em 2021. 
 
Carona...
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ao lançar neste mês o “Setembro Ferroviário” alardeou que a iniciativa destrava investimentos via autorização federal para a construção de novos trechos. Só que um dos “autorizados”, que ligaria Curral Novo (PI) a Suape (PE), já fazia parte da concessão da Transnordestina e deveria ter sido concluída em 2010. 
 
...na locomotiva
Para tentar enfim tirá-la do papel, Tarcísio também pega carona em uma negociação que o governo de Pernambuco e o grupo Bemisa, gigante na exploração de minério e interessado em viabilizar o trecho, vêm mantendo desde 2019.
 
Defesa de Barros
Alvo de processo no Conselho de Ética da Câmara, o líder do governo Bolsonaro na Casa, deputado Ricardo Barros (PP-PR), afirma, em sua defesa no colegiado que trata-se de “narrativa falsa” a acusação de envolvimento na negociação da vacina Covaxin com o Ministério da Saúde. 
 
No videoteipe
No documento de 34 páginas, ao qual a Coluna teve acesso, Barros também alega que a tal “narrativa falsa” foi desmentida por robustos elementos de provas – “inclusive pelos depoimentos rigorosamente de todas as pessoas ouvidas na CPI da Pandemia”. 
 
Hora errada
A rede Kinoplex de cinemas manterá a logomarca da PreventSenior – investigada na CPI da Pandemia – e seu curioso slogan “Especialista em pessoas” como patrocinadora da vinheta de segurança exibida em suas salas. A Prevent é investigada por tratamentos precoces em vítimas de Covid-19 com cloroquina. O slogan aparece também minutos antes da exibição do novo filme de 007, cujo famoso lema é “licença para matar”. Não poderia ser pior hora.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários