Um homem de 30 anos foi encaminhado à Delegacia da Polícia Federal em Montes Claros suspeito de furtar 319 doses de vacinas contra a Covid-19 em um posto de saúde no bairro Independência. De acordo com a polícia, o crime ocorreu na madrugada do último sábado (17), mas só foi percebido na manhã desta segunda-feira (19).

Os frascos estavam em duas caixas, dentro de uma geladeira. Ao ser detido, o homem confessou o crime e disse que no dia seguinte ao furto voltou ao posto de saúde, pulou o muro e devolveu 29 frascos à geladeira- cada frasco corresponde a 11 doses de vacina. Ele ficou com outros 29 que são monodose e tentou vendê-los por R$ 350 cada. Como não achou comprador, decidiu jogá-los em um lote vago no mesmo bairro do posto, onde ele mora.

Imagens da câmera de segurança do posto de saúde estão sendo analisadas para saber se houve a participação de terceiros. O suspeito, natural de São Paulo, possui 11 registros criminais por furto, ameaça, lesão corporal, tráfico de drogas e roubo. Ele afirma que agiu sozinho.

À Policia Militar, o suspeito disse que aproveitou o momento em que fazia um tratamento dentário na unidade de saúde para saber onde estavam guardadas as doses de Coronavc.

Segundo a polícia, nenhum dos frascos foi aberto, mas os 29 encontrados no lote não podem mais ser aproveitados. Os imunizantes seriam aplicados em moradores de pelo menos 24 bairros de Montes Claros.
 
ALARME
Segundo a Secretaria de Defesa Social, o alarme do sistema da unidade tocou às 2h58 do sábado e a empresa privada que faz o monitoramento verificou a situação, porém, como não havia sinal visível de arrombamento, foi embora. Nesta segunda-feira, funcionários chegaram e viram a fechadura da porta modificada.

“Na rede de frio, havia outras 200 multidoses também da Coronavac, mas essas não foram levadas. Quem furtou as vacinas levou, além disso, 19 seringas específicas para aplicação. Isso nos faz acreditar que é alguém que sabia dos processos, tinha conhecimento técnico. A suspeita é que a pessoa pulou um muro de cerca de dois metros para entrar no espaço”, fala o secretário Anderson Chaves. 

Segundo ele, esta é a primeira vez que o município registra uma ocorrência desse tipo.”Hoje (ontem) mesmo as forças de segurança vão se reunir para definir novos protocolos”, disse o secretário.

A Superintendência Regional de Saúde informou que, a partir do momento em que o município enviar ofício ao órgão relatando o ocorrido, a Secretaria de Estado da Saúde providenciará a reposição das doses, utilizando reserva técnica.