Mais um integrante da quadrilha de roubo de caminhões no Estado foi preso em Montes Claros. A segunda fase da Operação “Desmanche”, realizada na terça-feira, prendeu e autuou em flagrante uma mulher suspeita de fazer parte do bando. Ela é mulher de um dos dois suspeitos identificados e presos na primeira fase da operação. 

Eles foram novamente autuados porque continuaram agindo na receptação, adulteração, desmanche e comercialização de caminhões furtados e roubados.

Na primeira fase da Operação “Desmanche”, realizada em 19 de janeiro, foi apreendido um celular em poder da namorada de um deles. No aparelho, os policiais encontraram fotos de um galpão onde estariam dois caminhões de origem suspeita. 

Após autorização da proprietária do telefone, os investigadores analisaram as imagens, levantando suspeitas de que esses caminhões seriam produto de furto/roubo.

Foram realizadas diligências e os investigadores identificaram o local do galpão. Eles também obtiveram a informação de que a esposa de um dos envolvidos estaria usando a conta bancária para movimentação financeira da associação criminosa. 

Em uma das operações financeiras, foram sacados R$ 20 mil na última segunda-feira (25). Outros R$ 50 mil seriam sacados no dia seguinte, por ordem do marido.
 
SEGUNDA FASE
Diante disso, a Polícia Civil desencadeou a segunda fase da operação. No galpão, localizado no bairro Jardim Primavera, foram encontrados dois caminhões. Um vistoriador da Polícia Civil esteve no local e constatou que os dois veículos já estavam com numeração de chassi e motor adulterada. 

O proprietário do galpão foi ouvido e apresentou contrato de aluguel. A esposa de um dos suspeitos vinha sendo monitorada pelos investigadores e foi abordada quando saía do banco. 

Com ela foram apreendidos R$ 54 mil. Segundo as apurações da polícia, a mulher cedeu a conta bancária dela para que fosse feita a movimentação financeira da associação criminosa.

Os detidos foram encaminhados ao Sistema Prisional, onde se encontram à disposição da Justiça.