Com o intuito de aproximar gestores e Estado, a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) sediou reunião e prossegue acompanhando durante toda a semana representantes do Governo de Minas dentro do programa “Governo Itinerante”, coordenado pela Secretaria de Governo de Minas Gerais (Segov).

O secretário executivo da Amams, Ronaldo Dias, explica que a programação foi dividida em microrregiões para permitir que a equipe do Estado conheça in-loco as deficiências de cada município. Aqueles gestores de municípios que ficam a até 100 km de Montes Claros foram recebidos na sede da Amams.

“Estivemos com cerca de 12 prefeitos do entorno de Montes Claros. São demandas que a gente acredita que serão atendidas, porque o Governo está na fase de investimentos. É importante que eles conheçam a região e as questões que precisam de maior celeridade em diversos aspectos, como acessibilidade, pavimentação, infraestrutura e situações relacionadas a saúde e educação”, disse Ronaldo, que tem agenda com os representantes nesta quarta-feira em Brasília de Minas.

Na reunião em Montes Claros participaram representantes de Botumirim, Capitão Enéas, Claros dos Poções, Coração de Jesus, Cristália, Francisco Sá, Glaucilândia, Mirabela, Montes Claros, Padre Carvalho, São João da Lagoa, São João do Pacuí e Grão Mogol.

“Solicitamos recursos para a pavimentação do acesso a Muquém, da MGT-135 até o distrito. Já temos o projeto pronto, agora falta dinheiro para executar”, disse Luciano Rabelo (Avante), prefeito de Mirabela, município com população estimada em 13 mil habitantes e que pleiteia também a ampliação dos setores de saúde e educação.

“Outra importante ação é a modernização do parque tecnológico do Hospital Municipal São Sebastião; pedimos investimentos para equipamentos e mobiliários para as escolas estaduais, municipais e Cemeis. Nosso foco também foi a construção de duas quadras nas escolas Estadual Santa Maria, em Muquém e Municipal Roberto Vieira da Costa, em Riacho das Pedras; três ônibus para atender a área rural e urbana e van que atenderá toda a comunidade. Finalizando, apresentamos a necessidade de construção da sede própria do Caps, projeto já contemplado, mas até o momento sem nenhuma quitação de parcelas. Agora, é aguardar o posicionamento do Governo frente às necessidades de Mirabela”, afirmou prefeito.

Nílson Bispo, presidente da Amams e prefeito de Padre Carvalho, destacou que “o projeto tem respaldo da comunidade, que é a grande beneficiada com o atendimento das demandas”. Para a sua cidade ele solicitou investimentos na área de esporte, saúde e educação.

O encontro é conduzido por Michele Cota, assessora especial do Governo, que tem peregrinado por todo o Estado a fim de ampliar e tornar ágil o diálogo.

“Com as visitas a todas as regiões buscamos garantir em tempo hábil o repasse de informações e orientações aos prefeitos quanto aos procedimentos, contratos, convênios e oportunidade de parcerias”, informou a assessora.