A Volkswagen finalmente fez o lançamento comercial do Nivus, seu cupê aventureiro, construído sobre a base do Polo. O modelo que tinha sido apresentado no mês passado teve seu valor revelado e suas entregas começam nos próximos dias. O motivo da apresentação em várias etapas se dá por uma estratégia de marketing, de manter o carro em evidência, mas também por uma questão operacional. 
 
As operações da VW, assim como o restante da indústria, estavam paralisadas devido à pandemia do novo coronavírus. Assim, era preciso reativar a linha de montagem da unidade Anchieta (SP) e gerar um volume mínimo de carros para serem distribuídos para a rede. Mas fato é que o Nivus estreia partindo de R$ 85.890, na versão Comfortline e R$ 98.290, na versão topo de linha Highline.
 
POSICIONAMENTO
O Nivus se posicionará em um degrau abaixo do T-Cross e contará apenas com motor TSI 200 1.0 de 128 cv e 20 mkgf de torque. Ele também será vendido somente com transmissão automática, sem opção manual. Segundo os executivos, a decisão se dá pela baixa demanda apontada nas pesquisas de mercado.
 
E a linha enxuta também permitiu um posicionamento entre as lacunas de Polo e T-Cross. Segundo o vice-presidente de vendas, Gustavo Schmidt, não serão necessários ajustes nas linhas dos dois modelos para acomodar o Nivus na gama. “O Nivus entra para preencher a lacuna entre hatch e SUV. Na nossa gama, será entre o Polo e o T-Cross”, comenta o executivo.
 
CONTEÚDOS
Se a ausência do motor 1.4 de 150 cv pode ser um banho de água fria, o pacote de conteúdos do aventureiro impressiona, principalmente na opção mais sofisticada. O Nivus conta com quadro de instrumentos digital, bancos em couro, multimídia VW Play, ar-condicionado digital (com saídas para os assentos traseiros), faróis Full LED, inclusive nas luzes de neblina, além de rodas de liga leve aro 16.
 
O pacote de segurança do VW também chama atenção: ele pode ser equipado com controle de cruzeiro adaptativo (ACC), freio de emergência e alerta de segurança diante do veículo à frente. Ele ainda conta com detector de fadiga, seis airbags, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa (Hill Holder) e bloqueio eletrônico de diferencial.
 
DESENVOLVIMENTO
Segundo o presidente da VW, Pablo di Si, o Nivus foi totalmente feito em ambiente digital, sem protótipos físicos, que de acordo com o executivo, poupou dez meses do desenvolvimento. Na verdade, esse carro foi uma tacada genial da VW. Ele incorpora toda a base técnica já existente nas prateleiras de suas fábricas, além de uma plataforma que pode ser esticada ou encolhida, e adiciona um visual agressivo. 
 
Tudo isso de olho num perfil de consumidor que busca um carro com pegada de SUV, mas para uso urbano sem parecer um caixote. Inclusive a opção de conjunto mecânico e conteúdos deixa muito claro o posicionamento do carro. Quem busca algo mais robusto, que fique no T-Cross.