O volante equatoriano Alan Franco finalmente poderá respirar os ares da capital mineira. Com chegada prevista em Confins para a manhã de hoje, ele deixou Miami na noite de ontem e, com escala em Guarulhos, São Paulo, vem para fazer exames médicos e assinar por quatro anos com o Atlético.

Considerado uma das joias do Independiente Del Valle, clube que o formou e pelo qual levantou o caneco da Copa Sul-Americana do ano passado, Franco, de 21 anos, chega com excelentes recomendações.

O Hoje em Dia pediu para que o jornalista Marcelo Gallo, repórter do Diário El Universo, do Equador, fizesse uma análise sobre este “xodó” de Jorge Sampaoli. Confira:

“Alan Franco é um jogador moderno, de grande qualidade técnico e com uma carreira em projeção. É isso que o Atlético receberá ao firmar contrato com este volante de 21 anos, uma das apostas do Independiente Del Valle nos últimos anos.

Franco chegou ao “Clube Rayado” em 2014, ainda nas categorias de base. No ano passado, ele encerrou sua passagem com um título internacional: a Copa Sul-americana, na qual foi uma das principais peças do meio de campo do Del Valle, que tinha uma mescla de juventude e experiência com o argentino Cristian Pellerano. 

Alan fez todo o processo de formação no Independiente, o que inclui o processo desportivo e também acadêmico; uma forma exitosa e que tem marcado a vida e a carreira de vários outros jovens jogadores do clube equatoriano.

O novo reforço do Atlético Mineiro apareceu em 2016 na equipe principal e alternou no ano seguinte (entre o time de cima e a categoria de acesso). Porém, em 2018, ele conseguiu se firmar como titular do “primeiro plantel” negro e azul. Foram 32 jogos e três gols marcados neste período.

Seu bom desempenho permitiu com que fosse levado à seleção nacional que disputou o Pré-Olímpico, em janeiro, na Colômbia. Estes passos foram possíveis pelo estilo de jogo solto, firme e com a excelente roubada de bola, assim como a criação das jogadas, com passadas longas em projeção ao campo rival, que terminaram em algumas jogadas de gol para sua equipe.

Alan é um atleta valioso nesta nova safra de jogadores “de exportação” do futebol equatoriano”.