Há uma semana, Marcelo Moreno tirava um peso das costas. Ao balançar as redes do Paraná, no triunfo por 2 a 0, no Mineirão, ele deu fim a um jejum de sete partidas sem fazer gols. Agora, mais ‘leve’ e novamente convocado para a seleção boliviana, o atacante quer embalar de vez para ajudar o Cruzeiro a subir mais alguns degraus na Série B e, de quebra, atingir uma marca histórica: se tornar o maior estrangeiro artilheiro do clube. (Confira mais abaixo o top 5 de goleadores gringos)

Com 48 gols em 114 partidas realizadas pelos celestes, Moreno está atrás apenas do Arrascaeta, autor de 50 tentos em 188 confrontos pela Raposa. Nesta sexta-feira (6), às 19h15, contra o Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, pela 20ª rodada da competição, o centroavante tem a chance de igualar ou mesmo ultrapassar o uruguaio no ranking, antes de seguir para uma nova jornada das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Caso não atinja esse objetivo no próximo duelo, o avante voltará a alimentar esse anseio a partir de 20 de novembro, perante o Figueirense, no Mineirão, uma vez que ele é desfalque certo diante do Guarani, na próxima segunda-feira (9), também no Gigante da Pampulha, em função da convocação.

Confiança

Marcelo Moreno vinha sendo cobrado por parte da torcida por conta das atuações muito abaixo do esperado. No entanto, a chegada de Felipão deu indícios de uma guinada neste ano. Após dois jogos em que passou em branco, sob a tutela de Felipão, o atacante voltou a desencantar, nos 2 a 0 em cima do Paraná.

De alto astral, o intuito agora é continuar a corresponder às expectativas de Luiz Felipe Scolari e continuar a ajudar o time celeste, que ainda tem um longo caminho nesta Série B do Campeonato Brasileiro. “As coisas boas vão começar a ser vistas dentro de campo, e isso só vem com vitória. Trabalhar com essas vitórias, tudo fica bem melhor”, destacou o atleta.

Estrangeiros que mais fizeram gol pelo Cruzeiro

1- Arrascaeta (Uruguai): 50 gols em 188 jogos; média de 0,26 por partida
2- Marcelo Moreno (Bolívia): 48 gols em 114 jogos; média de 0,42
3- Carazo (Espanha): 44 gols em 113 jogos; média de 0,38
4- Montillo (Argentina): 36 gols em 122 jogos; média de 0,29
5- Aristizábal (Colômbia): 28 gols em 54 jogos; média de 0,51