O time que terminou o turno na frente foi campeão em dez das 14 edições da Série A por pontos corridos com 20 clubes.

Este é mais um fator para integrar a lista do favoritismo atleticano, pois além de um grande desempenho nos jogos, com um futebol muito ofensivo, a tabela restante do time, para completar a primeira metade da competição, é muito favorável.

O Galo é líder, com três pontos e duas vitórias a mais que o Internacional. E tem um jogo a menos em relação ao Colorado.

Sua partida contra o Athletico-PR, pela 6ª rodada, no Mineirão, foi adiada por causa da final do Estadual.

Isso provoca uma diferença de aproveitamento, pois o atleticano é de 72,7%, contra 58,3% do Inter, que é o segundo neste aspecto.
 
TABELA
Além da vantagem numérica, o Atlético tem até a última rodada do turno compromissos em que será apontado como favorito em todos eles, pela diferença técnica em relação aos adversários. E será mandante na maior parte. E, no Mineirão, o time de Sampaoli venceu as cinco partidas disputadas até agora.

No domingo, o Galo recebe no Gigante da Pampulha o quinto colocado Vasco, mas a equipe carioca passa por um momento ruim na temporada e não vence há quatro jogos.

Ainda em Belo Horizonte, encara Goiás, Fluminense, Sport e Athletico-PR, em jogo sem data, pois o Furacão está na Libertadores e Copa do Brasil.

Serão duas idas ao Nordeste para jogar contra o nono colocado Fortaleza e o hoje lanterna Bahia. A terceira partida fora de casa será na última rodada, quando visita o Palmeiras, no Allianz Parque.

Entre os quatro times que terminaram o turno na frente, mas não foram campeões, está o Atlético, de 2012. Mas naquele ano, ele marcou apenas um ponto a mais que o Fluminense (43 a 42), que ficou com a taça. Nas últimas seis temporadas, em cinco, quem venceu o turno deu a volta olímpica.

É, sem dúvida, mais um ingrediente para a euforia atleticana, justificada pelo futebol apresentado pelos comandados de Jorge Sampaoli.