Argentinos, atacantes e com o Atlético em seus respectivos currículos, Di Santo e Lucas Pratto estão entre as principais especulações do clube alvinegro neste semestre. O primeiro, segundo informação do repórter Cláudio Rezende, da Rádio Itatiaia, faria parte de uma lista de dispensa do técnico Jorge Sampaoli. O outro, de acordo com parte da imprensa hermana, fará as malas com destino à Cidade do Galo no meio deste ano.

A reportagem procurou então Gustavo Goñi, empresário dos dois atletas, para falar a respeito das situações envolvendo Di Santo e Pratto.

Por meio de mensagens de WhatsApp, Goñi falou primeiramente sobre Di Santo. “Até agora ninguém nos disse nada, e ele (Di Santo) tem mais seis meses de contrato”, disse o empresário. Depois, questionado se Pratto, atualmente no River Plate, havia recebido proposta do Atlético, sintetizou: “Não, nenhuma”.

A diretoria do Galo mantém o discurso de não comentar especulações no mercado da bola. No entanto, já é sabido que a cúpula alvinegra quer, no mínimo, mais um atacante.

Centroavante titular do Galo, Di Santo chegou ao time em meados de 2019. Até agora, entrou em campo 33 vezes e marcou sete gols. Pratto jogou no clube entre 2015 e 2017: foram 107 jogos e 42 tentos.

SOLIDARIEDADE
Junto com o cantor e amigo Thiago Brankinha, o lateral-esquerdo atleticano Guilherme Arana comprou e distribuiu 400 cestas básicas a três comunidades da cidade de São Paulo, ontem.

“Nossa equipe está formada. Agora é encher nosso caminhão, se equipar com nosso material de proteção individual e muito álcool em gel. Lembrando que todo cuidado ainda é pouco”, postou Arana em uma de suas redes sociais.

Em 107 partidas disputadas pelo Atlético, o argentino Lucas Pratto balançou as redes adversárias 42 vezes; o atacante atuou pelo clube alvinegro entre os anos 2015 e 2017