Agronegócio

Norte de Minas vai receber R$ 2 bi do BNB ainda este ano

Presidente do Banco do Nordeste do Brasil visita Montes Claros pela primeira vez

Márcia Vieira
Publicado em 18/08/2022 às 22:10.
Empresários e produtores do Norte de Minas ouviram, atentamente, o presidente do BNB (MARCIA VIEIRA)

Empresários e produtores do Norte de Minas ouviram, atentamente, o presidente do BNB (MARCIA VIEIRA)

Pela 1ª vez em Montes Claros, o presidente do Banco do Nordeste do Brasil, José Gomes, se reuniu com empresários e produtores nesta quinta (18) para apresentar reformulações feitas pela instituição, com o objetivo de desburocratizar o acesso ao crédito. 

O BNB atua em 249 municípios mineiros e espera investir cerca de R$ 2 bilhões em aplicações nas atividades atendidas pela instituição. 

De acordo com José Gomes, o BNB expandiu em 90% o volume de negócios em setores diversos e, especialmente, no agronegócio que é o mais pujante na região.

“No Norte de Minas aplicamos, neste semestre, R$ 1,5 bilhão e estamos projetando um ano de mais de R$ 2 bilhões em aplicação. Isso se a gente abstrair a infraestrutura. Se chegarem mais projetos de infraestrutura como fizemos ano passado, a gente vai atender, como as cadeias de logística, saneamento e principalmente a de energias renováveis. Esses números vão ser mais crescentes aqui no Norte”, informou o presidente, listando algumas mudanças já efetivadas.

Ficaram mais céleres as análises das declarações, que foram unificadas; a tramitação de cartas-consulta nos bancos, implementação da assinatura digital em contratos, a redução do check-list para conceder linha de crédito, automatização dos processos que facilitou principalmente a entrega das contratações da energia fotovoltaica, entre outras.
 
ACORDO
Foi assinado durante o evento, um acordo de cooperação técnica da instituição com a Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), representada pelo seu diretor Walter Abreu. Objetivo é estabelecer ações que objetivem a promoção do acesso e instalação de equipamentos de geração de energia renovável em residências, estabelecimentos comerciais e propriedades rurais situadas na área de abrangência do BNB, por meio de financiamentos que possibilitem a aquisição isolada de sistemas para micro e minigeração distribuída de energia por fontes renováveis para consumo próprio dos mutuários.

Rodrigo Godinho, empresário que trabalha com energia solar contou ser parceiro do banco de longa data e que encontros como o desta quinta-feira são essenciaispara conhecer mais sobre as novas práticas do banco.

“Existem outras instituições financeiras, porém, as taxas de juros são maiores. O BNB é um banco de fomento que atende tanto o empresário como o consumidor final. Na ausência do BNB creio que seria mais difícil tocar o negócio”, pontuou.

O presidente José Gomes ressaltou que as regiões são tratadas dentro da sua peculiaridade e são preservadas as vocações de cada espaço territorial.

“Aqui a gente atende a vocação local e procura estimular as características dessa vocação que merece uma atenção mais diferenciada, com as nossas linhas do FNE principalmente. Nós temos no FNE, a Linha de Inovação que tem as menores taxas de juros. Não que todas as demandas possam ser atendidas como inovação, mas em todos os segmentos da atividade dependendo de como se estruture o projeto a gente pode caracterizar como inovação e conceder taxas e prazos especiais para isso”.
 
PEDIDOS 
O Presidente da Sociedade Rural, José Moacyr Basso, entregou ao presidente um documento com pedidos pertinentes ao setor agropecuário, que segundo ele, dificultam as negociações, como por exemplo, a análise dos planos de negócios. 

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por