Vai começar mais uma edição da Festa Nacional do Pequi. A abertura será no dia 7 de fevereiro, sexta-feira, às 19h, com a participação da Banda de Música da 11ª RPM e exposição coletiva “Cenas do Sertão”, do artista plástico Biola. O fotógrafo Ronaldo Alves também apresenta a exposição “Folias de Reis no Sertão de Guimarães”.

A partir das 18h, o público acompanha as oficinas de repente com Tony Agreste, Carlos Azevedo e João Figueiredo no coreto da Praça da Matriz. No Centro Cultural Hermes de Paula haverá oficinas de tambores com Claudio Mineiro, um apaixonado por percussão.

Mineiro iniciou seus estudos musicais aos 12 anos, no Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez, e sempre manteve a atenção voltada para os instrumentos de percussão. Ainda criança, participou de escolas de samba e grupos folclóricos. Haverá também oficinas de gastronomia e cerâmica, além das feiras de arte e artesanato e lançamento do livro “Retratos de nós mesmos”, de Alberto Sena.

Às 19h, no Centro Cultural Hermes de Paula, o Cinema Comentado apresentará “Grande Sertão”, uma produção WWBrasil. No palco principal, o show ficará por conta do músico Flavin Ribeiro e, na Arena, a atração será a Folia de Reis Barro do Paiol. Às 22h, o convidado será o cantor, compositor e violeiro Wilson Dias. 

No dia 8, sábado, as exposições permanecem abertas ao público a partir das 9h. Às 19h, show de Noeno da Viola, Marimbondo Chapéu e Chico Lobo.

No domingo(9), às 9h, tem cordel no coreto com Carlos Azevedo e convidados, seguido de feira de artesanato e gastronomia. Na arena, o show é do Sovaco de Cobra e, ao meio-dia será a apresentação da oficina de tambores, cerâmica gastronomia e repente. Na arena, às 20h, festa com a Folia dos Três Reis Magos. 

Às 21h, o público vai cantar e dançar com a cantora, compositora, pesquisadora e educadora Júlia Ribas, em um dos shows mais aguardados da festa. Às 23h, no encerramento, a Curriola Catrumana fará sua apresentação.