Variedades

Arte e solidariedade

Luiz Cláudio Guimarães vai doar obra para o 22º Baile do Rotary leste

Adriana Queiroz
Publicado em 02/09/2022 às 22:36.
Artista plástico Luiz Cláudio Guimarães aproveitou a pandemia para produzir mais durante o confinamento em casa (arquivo pessoal)

Artista plástico Luiz Cláudio Guimarães aproveitou a pandemia para produzir mais durante o confinamento em casa (arquivo pessoal)

Um grupo de renomados artistas plásticos norte-mineiros vai doar obras a serem leiloadas durante a 22ª edição do Baile da Felicidade, que acontecerá no dia 24 deste mês na Chácara Bugarin, em parceria com o Rotary Leste. Um esforço conjunto em favor do Asilo São Vicente de Paulo e de outros projetos assistenciais da cidade.

Entre estes artistas está Luiz Cláudio Guimarães, que participa do evento há 22 anos. Da área de exatas, formado em ciências contábeis, foi com amigos artistas e a convivência em seus atelieres que a arte de modo geral o levou a ver o mundo de maneira diferente, onde a observação de detalhes é muito mais aguçada.

“Desde criança já tinha atividades lúdicas solitárias com tintas. Nenhum compromisso com formas e tendências. Já adulto, através de uma amiga, voltei às tintas. Era algo que estava adormecido e simplesmente voltou. Desde então, não parei mais”, conta.

A principal técnica que Luiz Cláudio usa é a tinta acrílica sobre tela. De qualquer modo, a inquietude do artista sempre o levou a experimentar outros materiais.
 
CRIATIVIDADE NA PANDEMIA 
O montes-clarense comemora o fato de o Baile da Felicidade voltar a ser realizado, já que ficou fora do circuito devido à pandemia. E comenta que a Covi-19 não mudou muito no tocante à arte. Pelo contrário.

“Aliás, me fez produzir mais, já que o tempo em casa aumentou significativamente. Sou muito caseiro, então minha cabeça não sentiu quanto ao confinamento.”

A respeito da mensagem que está por trás do trabalho do artista, Luiz Claudio diz que sinceramente não sabe falar sobre isso. 

“Não consigo definir. Deixo esta tarefa para quem vê”, revela.
 
PRESENTE EM TODAS AS EDIÇÕES 
Parceiro desde a primeira edição, em 1992, ele diz que se de algum modo tem algo que pode ajudar, isto é o mínimo que pode fazer. 

“É um prazer responder ao chamado do Rotary”, conta.

Com relação as eleições deste ano, diz que é a favor da interferência de governos na arte para o incentivo à arte popular, cultural e tradicional do povo. 

“O dinheiro aplicado em eventos de entretenimento, acho que o próprio mercado privado deveria se viabilizar. Então, Festas de Agosto sim, mas shows de artistas milionários que cobram ingresso, não”, afirma.

Sobre a emoção de ver sua tela arrematada durante o baile, Luiz Claudio conta que o arremate em leilão, principalmente beneficente, é um prazer. 

“Primeiro porque me sinto com o dever cumprido. Segundo, que alguém gostou, reconheceu o meu trabalho artístico”, diz.
 
SERVIÇO 
O ingresso é individual ao preço de 180,00 e pode ser encontrado com os rotarianos ou pelo celular 98819 2556

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por