Agentes penitenciários de Janaúba frustraram a tentativa de fuga de pelo menos 40 presos da penitenciária local. Os detentos cavaram, dentro de uma das celas, um buraco de aproximadamente um metro de profundidade que dava acesso a um imóvel fora do presídio.

A ação foi impedida por agentes que perceberam o túnel, aberto com pedaços de metal – tipo chuços – e canecas de plástico. A Polícia Militar foi acionada.

A tentativa de fuga, segundo a PM, teria sido muito bem planejada pelos detentos. O piso da cela é de ardósia e a areia retirada para fazer o buraco era colocada dentro de um saco grande de plástico. Para não gerar suspeitas, a cela era bem limpa e o túnel ficava embaixo de uma das camas dos detentos.

O buraco liga o Presídio de Janaúba a um imóvel onde já funcionou uma delegacia de Polícia Civil e que atualmente está abandonado. Ainda não se sabe qual detento que foi o mentor do plano de fuga.

Segundo a Secretaria de Administração Prisional (Seap), por medida de segurança, todos os presos foram transferidos para celas distintas e o buraco seria tampado ainda na tarde de ontem.
 
PRESÍDIO DE MANGA
Continua foragido Marcos Vinícius Barbosa Silva, de 25 anos, acusado de matar o sargento da Polícia Militar João José Machado Neto. O suspeito fugiu do presídio de Manga na madrugada de segunda-feira.

Marcos Vinícius cortou as três barras de ferro da grade debaixo da cela e rapidamente pulou o muro da penitenciária. A ação ocorreu por volta de 0h30 e durou em média dois minutos.
 
PRESÍDIO JARAGUÁ
No último dia 6 de março, por volta das 2h30, o detento Alexandro Rocha dos Santos, de 34 anos, fugiu do Presídio Regional de Montes Claros. Ele aproveitou-se do horário de trabalho na padaria da unidade para escapar.

Até o momento, Alexandro não foi recapturado. A direção da unidade instaurou um procedimento interno para apurar as circunstâncias da fuga.