Durante a madrugada de sexta-feira 31, oficiais da polícia federal fizeram operação com objetivo de apreender drogas e prender suspeitos de tráfico. Por volta das 5h, um carregamento com sete quilos e 400 gramas de cocaína foi apreendido. A droga veio do estado de São Paulo e seria desdobrada e vendida na cidade e em municípios da região.                                                                          



O delegado da polícia Federal Marcelo Eduardo Freitas disse que um único quilo do produto custa, na forma bruta, cerca de sete mil reais. De acordo com ele, todo o material, depois de refinado e pronto para ser comercializado, chega a R$ 700 mil.



- A operação foi de extremo sucesso. Além de prender grandes líderes do tráfico, ela causou um grande prejuízo a eles. Ações da polícia vão continuar e todas as formas de combate ao crime organizado serão usadas - afirma.



PRISÕES



Durante a ação dois homens foram presos e um menor apreendido. Alison Catrinck, conhecido como Alemão e Sidnei Ribeiro Silva foram presos em flagrante. Eles estavam próximos à casa de um dos suspeitos, em um carro modelo Escort. A polícia investiga a participação de Alemão em outros crimes como assassinato.                                                                                   



O menor J.P, de 17 anos, foi apreendido e levado à delegacia para prestar depoimento. A suspeita é de que ele está diretamente ligado ao tráfico. Segundo a polícia, ele seria usado pela quadrilha na venda de drogas.



Os homens presos foram encaminhados à cadeia pública da cidade e o menor foi entregue aos órgãos responsáveis. Toda a droga passa agora por perícia. A pena para quem comete o crime de tráfico de drogas varia entre um a cinco anos de reclusão, em regime fechado. Já quem comete o crime de associação para o tráfico pode ficar preso de três a dez anos.