Um menino que teve seu olho atingido por estilhaços de fogos de artifício em um clube de Montes Claros durante festa junina em 2014 vai receber mais de R$ 70 mil de indenização por danos morais, estéticos e materiais. A decisão foi da 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O garoto transitava nas dependências do clube e teve o olho direito perfurado, além da córnea e da íris atingidas. A criança foi submetida a cirurgia para implante de lente intraocular e a vitrectomia, que consiste no preenchimento do interior do globo ocular com um fluido. De acordo com o TJMG, o clube não comprovou condições adequadas de segurança e não apresentou alvará do Corpo de Bombeiros ou da Polícia Militar para realizar o evento.

Gerador de energia da Coteminas pega fogo 
O transformador da empresa Coteminas pegou fogo na tarde de ontem. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o fogo teve que ser combatido imediatamente, devido ao risco de explosão, por causa do óleo que fica dentro do equipamento. Foi feito o desligamento da energia que alimentava a área do transformador, além do isolamento e da evacuação dos funcionários do setor. Para combater as chamas, os militares trabalharam por mais de uma hora e usaram cinco mil litros de água, 80 litros de LGE (líquido gerador de espuma) e extintores de pó químico seco. O trabalho de combate contou com a atuação de duas equipes do Corpo de Bombeiros e dos engenheiros eletricista e de segurança do trabalho da empresa. A operação ainda teve a ajuda de 80 funcionários da empresa. A Coteminas ainda não sabe o que causou o incêndio. As causas serão apuradas.