Um novo confronto entre criminosos e policiais militares foi registrado na zona rural de Padre Carvalho, no Norte de Minas, na madrugada dessa sexta-feira (27). No tiroteio, dois suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em roubos a bancos e carros-fortes morreram.

Na última quarta-feira (25), outros seis homens da mesma organização foram mortos após trocarem tiros com a Polícia Militar. Dentre eles, um candidato a vereador de Padre Carvalho. Os dois mortos desta sexta, de acordo com a PM, foram deslocados para a cidade mineira para resgatar os bandidos que sobreviveram ao primeiro enfrentamento.

Conforme o setor de inteligência da corporação, cinco homens que escaparam da ocorrência de quarta-feira continuam escondidos em uma mata do município. “Recebemos a informação de que um veículo Strada estaria vindo para resgatar os suspeitos que estão na mata. A PM preparou um cerco e, quando o carro se aproximou e percebeu a presença da viatura, atiraram contra os policiais, que revidaram”, contou o major Flávio Santiago, porta-voz da PM.
 
PERSEGUIÇÃO
O major Giovane Rodrigues explicou que houve perseguição pela BR-251 antes do embate e informou que dois suspeitos que estavam no veículo, que tinha a placa clonada, fugiram entrando em uma mata. “Um novo cerco foi montado no local, que fica a 50 quilômetros de onde os outros suspeitos estão escondidos”, informou o major.

Com a dupla, foram apreendidos um fuzil k47 – umas das armas mais letais produzidas da história e usadas por terroristas – e uma pistola. A PM não soube informar se havia mais ocupantes no veículo.

A quadrilha, que apavora a região, tem ramificações na Bahia e em outros estados, como Goiás, e é especialista em explosão de caixas eletrônicos e carros-fortes – inclusive tinham explosivos preparados para esse tipo de ação. Além disso, têm envolvimento em resgate de presos.
 
BUSCAS EM MATA
Segundo o major Flávio Santiago, os suspeitos que fugiram do primeiro embate com a PM seguem escondidos na mata. Ele frisou que o cerco no local continua ininterruptamente, 24 horas por dia, e destacou que os policiais que estão no local “foram treinados e são especialistas em combates em áreas florestais”.

“Temos várias estratégias contra essas ações. Todos os policiais da região foram treinados pelo Batalhão de Operações Especiais. Temos blindados em teste em algumas cidades do interior, além da fortificação da inteligência da corporação e o cruzamento de informações com outros estados”, destacou.

A quadrilha foi descoberta em Padre Carvalho pelo serviço de inteligência da PM de Minas, da Bahia e da Polícia Federal. Os bandidos foram abordados em uma casa, mas revidaram, momento em que ocorreu um intenso tiroteio – seis homens foram mortos.

No imóvel, foram apreendidos pela PM quatro fuzis, uma espingarda, três pistolas, coletes balísticos e grande quantidade de explosivos.