Foragido da Justiça do Estado de Goiás desde 2011, Valdemi Calixto da Silva, suspeito e procurado por envolvimento em tráfico de drogas e participação em um homicídio, foi preso em Montes Claros na última terça-feira (18).

Inicialmente, a Polícia Civil de Goiás entrou em contato com a Agência de Inteligência da Delegacia Regional de Montes Claros, informando que um suspeito foragido da Justiça daquele Estado estaria foragido e vivendo na cidade. Seu nome seria Valdemi Calixto da Silva e ele usaria documentos falsos, passando-se pelo nome de Waldemar Alves Pereira. A partir do envio do padrão datiloscópico do suspeito, ele foi conduzido ao Posto de Identificação da Polícia Civil de Montes Claros, onde foi feito o confronto das digitais pelos policiais especialistas do setor e ficou comprovado que se tratava de Valdemi Calixto da Silva.   
 
CERTIDÃO FALSA
Por fim, o acusado confessou ter adquirido em Montes Claros uma certidão de nascimento falsa, por meio da qual conseguiu obter RG, CPF, CNH, Carteira de Trabalho e Título de Eleitor, todos com nome de Waldemar Alves Pereira, passando a levar uma vida dupla, de aparente licitude, objetivando se esquivar da Justiça.

De acordo com o delegado Bruno Rezende, responsável pelo caso, o suspeito disse que trabalhava na região fazendo “bicos”, mas que, pelas investigações, que são sigilosas, trata-se de um foragido de alta periculosidade, investigado pelo envolvimento no tráfico de drogas e como pistoleiro em outros crimes na região e na cidade de Janaúba. Ainda de acordo com o delegado, o acusado teria construído um aparato para forjar uma vida civil na região.  
 
FLAGRANTE
O suspeito foi preso em flagrante por falsidade ideológica e uso de documentos falsos, que apresentou durante a prisão, e fica à disposição tanto da polícia de Montes Claros quanto da do Estado de Goiás.