Um homem de 44 anos, foragido da Justiça, foi preso ontem em uma casa de luxo no bairro Todos os Santos, em Montes Claros durante operação da Polícia Civil. Ele tinha seis mandados de prisão em aberto desde 2009 por crimes de estelionato cometidos em outras regiões do país e usava documentos falsos.

Foram apreendidos três carros de luxo que estavam em nome de um dos filhos do suspeito e diversos objetos, como máquina de cortar dinheiro, notebooks, tokens de banco, celulares, folhas de cheques de diversos bancos, além de R$ 4 mil em dinheiro.

O delegado Herivelton Ruas Santana diz que agora entrará em contato com outras delegacias do Sul de Minas e do país para levantar informações sobre o suspeito e entender a dinâmica dos golpes aplicados por ele.

“Através desse trabalho, pretendemos identificar novas vítimas, não só em Montes Claros, mas em outras regiões do país”.

De acordo com a PC, o suspeito foi identificado a partir da venda de um caminhão pela internet, em que o comprador, além de não receber o veículo, foi enganado com um cheque sem fundo.

Além do nome falso, suspeita-se que o detido tenha cometido um golpe de R$ 3 milhões em Bom Despacho.

O suspeito foi preso em flagrante por uso de documento falso, além dos seis mandados de prisão expedidos contra ele. A partir de agora, ele fica à disposição da Justiça, enquanto as investigações continuam.

A mãe e o filho – cujos três carros estavam em nome dele – não foram presos porque não possuíam mandados de prisão contra eles.