Risco desnecessário

Sarampo, caxumba e rubéola ameaçam duas a cada cinco crianças em Minas

Marina Proton
Do HD
23/04/2022 às 00:18.
Atualizado em 23/04/2022 às 10:20
Em Montes Claros, Thomas Emanuel colocou o cartão de vacinação em dia: tomou a dose contra o sarampo e mais duas (larissa durães)

Em Montes Claros, Thomas Emanuel colocou o cartão de vacinação em dia: tomou a dose contra o sarampo e mais duas (larissa durães)

Duas a cada cinco crianças com menos de 2 anos não estão protegidas contra sarampo, caxumba e rubéola em Minas. A taxa de vacinação está bem abaixo do que é preconizado pelos órgãos de saúde. O alerta para doenças já erradicadas ganha mais força em meio à desaceleração da pandemia, que abre caminho para as flexibiliza-ções nas cidades. Uma campanha de imunização está em curso.

Altamente transmissíveis, as enfermidades podem deixar sequelas graves e até matar. Os riscos, no entanto, podem ser combatidos por meio das duas doses da tríplice viral – disponíveis gratuitamente nos postos de saúde.

O Estado terminou 2021 com uma cobertura inferior a 80% para a primeira dose, aplicada em meninos e meninas de 1 ano. Já o reforço, administrado aos 15 meses, foi recebido por apenas 64% do público infantil. A meta do Ministério da Saúde é 95%.

“A pandemia só veio agravar ainda mais esse cenário. Desde 2016, o Brasil vem apresentando queda sistemática na cobertura, um fato que ocorre por conta da ausência de campanhas de reforço para a vacinação em geral”, acredita o infectologista Unaí Tupinambás.

Para o médico, há risco de um surto de sarampo no país. No último ano, assim como nos primeiros três meses de 2022, nenhum caso foi confirmado no Estado, segundo dados atualizados pela Secretaria de Saúde (SES-MG).

O pediatra e epidemiologista especialista em imunização, José Geraldo Ribeiro, também fala em risco “imediato”, sem a imunização completa. Ele faz um apelo aos pais para que levem os filhos para se proteger. 

“As baixas coberturas colocam em risco o controle dessas doenças. No caso do sarampo, uma doença potencialmente grave, esse risco é ampliado pela grande capacidade de transmissão do vírus”.

Preceptora da pediatra da Santa Casa BH, Silmara Miranda Avelar faz questão de destacar a segurança da triviral, principalmente em um momento de tantas fake news, que assombram as famílias. “Na década de 1980, com grande adesão da população às campanhas, nós tivemos um grande decréscimo nas taxas de mortalidade infantil devido ao sarampo. Agora, no momento em que todos focaram a atenção para a pandemia, tivemos uma queda importante nas taxas de vacinação das crianças. O que faz com que novos casos reapareçam”.


MOC abaixo da meta
Assim como o Estado, Montes Claros não conseguiu atingir a meta de cobertura com a tríplice viral em 2021. A primeira dose – que deve ser aplicada aos 12 meses de vida – só chegou a 75,86% do público total.

Na campanha deste ano, que começou em 4 de abril, 2.462 doses foram aplicadas, sendo 1.386 em crianças menores de 5 anos – 5% do público alvo.

A vacinação está em andamento na cidade e a dose contra sarampo, caxumba e rubéola está disponível em todas as salas de vacinação do município, incluindo as salas dos shoppings.

A coordenadora de Vigilância em Saúde da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes, alerta para que os pais não deixem de levar os filhos para serem protegidos.

A avó de Thomas Emanuel, de 4 anos, não quis esperar muito e levou o menino ao posto de saúde do Major Prates para colocar o cartão em dia. “Hoje vai tomar a do sarampo e mais duas para completar o cartão dele porque está um pouco atrasado”, afirma dona Maria Lúcia.

Já Maria Fernanda, mãe de Alice, de 2 anos, ainda não levou a pequena para vacinar por causa do trabalho. Mas garante que da semana que vem não passa. “Eu acredito muito nas vacinas, na ciência e não deixei de dar nenhuma na Alice, pela segurança e saúde dela, mas principalmente por amor. Na próxima semana devo resolver isso”, diz decidida. (Larissa Durães)



 

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por