Montes Claros não tem mais testes para detectar a Covid-19. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde em reunião do Comitê de Crise na manhã desta terça-feira. No momento da entrevista, o município contabilizava 447 notificações, sendo que sete pacientes estavam internados e 81 haviam sido descartados por avaliação do quadro clínico ou por exames. Apenas 13 exames haviam testado negativo. Às 15h, um novo boletim apontava para 484 notificações, nove pacientes internados, 35 aguardando resultado de exame e 353 em investigação.

A secretária municipal de Saúde, Dulce Pimenta, afirmou que os novos critérios adotados pelo Estado para a realização de testes se deve a alta demanda no único laboratório do Estado habilitado para os testes, a Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte, que estaria sobrecarregada. Daí a demora em fornecer os resultados.

“Não temos mais a possibilidade de exame para confirmar ou não os casos notificados. Serão feitos exames apenas naqueles casos agravados, hospitalizados ou óbito e profissionais de saúde que tenham tido contato com pacientes infectados ou suspeitos. Isso deixa a situação de todo o Norte de Minas comprometida, já que não temos exames para confirmação e, com isso, é difícil fazermos até solicitação de aumento de hospital de campanha e outras ações de financiamento para o enfrentamento dessa pandemia aqui no município”, disse Dulce.

Sem o financiamento, a situação pode se agravar ainda mais e a recomendação é para manter o isolamento, sem previsão de retorno às atividades, pois a elevação dos casos suspeitos acontece a todo instante.

Neste momento, as estratégias de combate, de acordo com a secretária, são traçadas apenas em cima do número de notificações, sem clareza sobre a confirmação ou não de casos da Covid-19.

“Estamos tentando habilitação de um laboratório ligado à Unimontes, cujos professores se prontificaram a trabalhar como voluntários e serão capacitados. Para isso, dependemos de uma publicação do Estado e a Funed faria a transferência de tecnologia”, explicou a secretária.
 
LEITOS
Consultada sobre o número de leitos e exames disponíveis para o Norte de Minas, a Secretaria de Estado de Saúde informou que “existem 116 leitos de UTI adulto distribuídos em unidades hospitalares de Montes Claros, Janaúba, Taiobeiras e Pirapora”.

Por meio de nota, a pasta informou ainda que , através da Resolução 7.070, de 25 de março de 2020, a SES-MG está repassando R$ 2.842.678,80 para 23 hospitais sediados em 18 municípios do Norte de Minas (Brasília de Minas, Bocaiuva, Coração de Jesus, Francisco Sá, Janaúba, Januária, Itacarambi, Manga, Montalvânia, Monte Azul, Montes Claros, Pirapora, Salinas, São Francisco, São João da Ponte, São Romão, Taiobeiras e Urucuia), conforme O NORTE divulgou na edição de ontem.

Os recursos, segundo a SES, são destinados ao custeio de ações de saúde ao enfrentamento ao coronavírus. As instituições contempladas informaram ter potencial para ampliação ou instalação de leitos de UTI.

Quanto aos testes, a secretaria estadual informou que estão sendo disponibilizados 200 kits para todos os hospitais do Norte de Minas voltados para a coleta de amostras de pacientes graves que estejam internados com suspeita de terem contraído coronavírus.

Além dos pacientes em situação grave de saúde, a prioridade de coleta de amostras contempla os trabalhadores da saúde que apresentem sintomas da Covid-19.