Em dias de calor intenso e umidade baixa, todos devem reforçar a hidratação. Mas alguns grupos merecem uma atenção ainda maior, como idosos, crianças e portadores de doenças crônicas.

O médico Caio Ribeiro Alves Andrade, coordenador da cardiologia e da UTI Cardiovascular do Hospital Lifecenter, explica quais são os grupos mais vulneráveis a sentir mal-estar provocado pelo calor intenso e quais são os cuidados que devem ser tomados por essas pessoas ou por seus responsáveis. Confira no vídeo acima. 

Vale lembrar que, além da hidratação, é importante ficar atento à alimentação nos dias quentes. A Defesa Civil de Belo Horizonte recomenda a preferência por alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, carnes grelhadas, além de evitar frituras.