Depois da espera durante toda a semana passada, muita polêmica e até ação na Justiça questionando a demora na distribuição das doses da CoronaVac pela Prefeitura de Montes Claros, começou nesta segunda-feira a vacinação dos profissionais da saúde que atuam em hospitais da cidade.

No Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), as doses do imunizante foram recebidas com aplausos pelos funcionários. 

São 547 doses para essa primeira fase, sendo que 115 pessoas já foram imunizadas nesta segunda-feira. A enfermeira Ana Eloísa Ferreira Serafim, de 24 anos, que atua no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Covid-19 da unidade hospitalar, foi a primeira a ser protegida.

“É uma sensação de alívio e gratidão por priorizar quem está na linha de frente e cuidando dos pacientes internados no HUCF com o novo coronavírus. A gente, agora, se sente mais segura para continuar prestando os cuidados necessários aos pacientes do CTI Covid-19”, diz Ana Eloísa.

A aplicação foi feita pela Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros e a vacinação segue até quinta-feira (28). Cada pessoa receberá duas doses. A segunda (reforço) está prevista para aplicação após 21 dias da dose inicial, aos mesmos profissionais da primeira etapa de vacinação.

“Os profissionais serão protegidos contra essa doença, principalmente quem faz parte do grupo prioritário. Vale destacar, ainda, que esse grupo é definido com base no atendimento contínuo aos pacientes com diagnóstico ou suspeita da Covid-19”, pontua Tadeu Nunes Ferreira, diretor de Enfermagem do HUCF.

Posteriormente, conforme o diretor, todos os trabalhadores da saúde serão imunizados.
 
MÁRIO RIBEIRO
O Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira recebeu, nesta segunda-feira, 150 doses da CoronaVac. Mais 40 serão entregues nesta terça-feira, totalizando 190 profissionais que lidam diretamente com a Covid-19 imunizados.

O técnico em Enfermagem Maurílio Francisco Neto, de 30 anos, que atua no CTI para Covid, foi o primeiro a receber uma das doses da vacina.

Doses da Oxford em Minas
Minas Gerais recebeu, neste domingo (24), 190.500 doses da vacina Covishield, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca/Universidade de Oxford em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Os imunizantes contra a Covid-19 foram recebidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) no Aeroporto de Confins e enviados para armazenagem na Central Estadual de Rede Frio de Minas Gerais, na capital mineira.

O transporte até a Rede contou com a escolta da Polícia Militar. As doses devem ser distribuídas nos próximos dias aos municípios do Estado para garantir a vacinação dos trabalhadores da saúde.
 
MAIS CORONAVAC
Minas também recebeu mais 87.600 doses da CovoronaVac. O novo lote chegou às 15h15 desta segunda-feira (25).

Segundo a SES, as doses já foram remanejadas para a Central Estadual de Rede de Frio. Os imunizantes serão distribuídos para as 28 unidades Regionais de Saúde de Minas, após equipes finalizarem a avaliação das necessidades de cada um dos 853 municípios. 
 
COVISHIELD
Os estudos de soroco-nversão da vacina Covishield, de Oxford, demonstraram resultados em 98% dos indivíduos em 28 dias após a primeira dose, e 99% em 28 dias após a segunda dose. A eficácia da vacina foi demonstrada em um esquema contendo duas doses com intervalo de 12 semanas. 

Os indivíduos que tinham uma ou mais comorbidades tiveram uma eficácia da vacina de 73,43%.

De forma antecipada, Minas garantiu a compra de 50 milhões de seringas agulhadas, além de 617 refrigeradores. Mais de 21 milhões de seringas já chegaram ao Estado.

*Com Agência Minas