Grávida corre risco se for diagnosticada com Covid-19? Ferver o alimento mata o novo coronavírus? E como diferenciar os sintomas dessa doença em relação aos de uma reação alérgica? Apesar de a pandemia já durar, no Brasil, quase dez meses, muitas dúvidas ainda pairam sobre a população.

Para esclarecer os questionamentos, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) elaborou um manual de perguntas e respostas sobre a enfermidade que surgiu na China no fim do ano passado. Muitos dos esclarecimentos foram feitos a pedido dos próprios internautas. 

Dentre os temas, como eliminar o vírus, quem se enquadra no grupo de risco e prevenção. Até mesmo fake news são combatidas na página criada pelo órgão.

Uma delas é se “receitas” como chá de abacate com hortelã, mel ou uísque evitam o contágio. “Até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”, informou a Fiocruz.

Também ganhou destaque a pergunta sobre, na falta do álcool em gel, a possibilidade de misturar gel de cabelo ao álcool líquido. “Preparações caseiras não possuem a certificação do Inmetro, que garante a concentração correta do álcool no produto e a eficácia do mesmo”. 
 
GESTANTES
A situação das grávidas também é destaque no manual. De acordo com a fundação, as futuras mamães devem se manter atentas caso sejam contaminadas. Nesses casos, elas devem procurar uma unidade de saúde imediatamente para avaliação e ser monitoradas nos 14 dias seguintes.

O perigo é tanto para a gestante quanto para o bebê, ainda segundo a Fiocruz. “Em especial no terceiro trimestre e no pós-parto, com maior risco de parto prematuro”, frisa. 
 
COMO DIFERENCIAR
Outra dúvida respondida diz respeito às semelhanças entre os sintomas causados pela Covid-19 e pela gripe. Conforme o órgão, eles são parecidos e, portanto, podem ser confundidos com os de várias outras doenças. 

“Pode ou não haver febre, embora ela seja um sintoma bastante comum. Na alergia respiratória, os sintomas, geralmente, são espirros, tosse, olhos irritados e coriza”, explicou o manual. *Com informações da Fiocruz

Confira as principais dúvidas sobre o novo coronavírus
Quem mora com pessoas consideradas do grupo de risco também pode ser classificado como do grupo de risco?
Não. Mas qualquer pessoa é capaz de transmitir o vírus para outras. Nesta situação de morar com alguém do grupo de risco é fundamental manter os cuidados de higiene pessoal, em especial a lavagem das mãos. E, no caso de morar com idosos, deve tentar se afastar deles se aparecerem sintomas de complicações respiratórias.
 
Fumantes correm maior risco de infecção pelo novo coronavírus?
Sim. Fumar danifica os pulmões e outras partes do corpo, além de aumentar o risco de desenvolvimento da forma grave da Covid-19.
 
Lavar as mãos com pouca água elimina o vírus?
O mais importante é que as mãos sejam bem esfregadas com sabão e não a quantidade de água utilizada.
 
Como diferenciar uma crise alérgica dos sintomas do coronavírus? Todo infectado que manifesta sintomas terá febre?
Os sintomas da Covid-19 são parecidos com os da gripe e, portanto, podem ser confundidos com os de várias outras doenças. Pode ou não haver febre, embora ela seja um sintoma bastante comum. Na alergia respiratória, os sintomas, geralmente, são espirros, tosse, olhos irritados e coriza. 
 
Diante da falta de álcool gel podemos colocar gel de cabelo no álcool 70 líquido como alternativa?
Preparações caseiras não possuem a certificação do Inmetro, que garante a concentração correta do álcool no produto e a eficácia do mesmo.
 
É possível se infectar através da relação sexual?
Pela relação sexual não, mas o beijo pode ser um transmissor do vírus.
 
O coronavírus pode causar sequelas, mesmo depois de curado?
A doença ainda é muito nova e, por isso, suas consequências são desconhecidas. As infecções graves podem deixar um certo grau de fibrose pulmonar, da mesma forma que ocorre em outras pneumonias. Além disso, existem estudos sobre sequelas nos rins, coração e sistema nervoso central. Tais ocorrências se dariam em parte dos pacientes que passaram pela internação em UTIs. A maior parte dos casos, entretanto, evolui para uma melhora sem sequelas.
 
O novo coronavírus representa especial risco para mãe e/ou bebê durante a gravidez?
Sim, em especial no terceiro trimestre e no pós-parto, com maior risco de parto prematuro.
 
Ferver a comida mata o coronavírus?
Sim, este e outros agentes infecciosos.
Fonte: Fiocruz