Pessoas que estão indo aos postos de vacinação para receber a proteção contra a Covid-19 podem também atualizar o cartão de imunização com outras doses. A medida está autorizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), após a publicação da Nota Técnica nº1203/2021, pelo Ministério da Saúde, em 29 de setembro.

Com isso, os adolescentes de 12 a 15 anos, que estão dentro do público-alvo da Campanha Nacional de Multivacinação, que começou na última sexta-feira, podem tomar as doses necessárias, tanto da Covid como contra outras doenças, como sarampo e HPV.

A partir da publicação do documento pelo ministério, as vacinas contra a Covid-19 poderão ser administradas de maneira simultânea com as demais do calendário vacinal, sem necessidade de intervalo mínimo.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações da SES-MG, Josianne Dias Gusmão, explica que a nova orientação contribui para garantia da atualização do calendário vacinal, com incentivo de ampliação de coberturas também para outras doenças.

“Até então, poderia acontecer de um adolescente nessa faixa etária, de 12 a 15 anos, precisar se vacinar contra a meningite C ou HPV, por exemplo. Se recebesse o imunizante contra Covid, deveria observar intervalo de aplicação, ou vice-versa. Agora, é possível aplicar de forma simultânea ou sem esse intervalo mínimo. Como a pessoa poderia demorar a retornar à unidade de saúde, acabamos ganhando tempo e incentivando o aumento da cobertura vacinal”, explica.

Josiane destaca que a alteração não abrange apenas os adolescentes público-alvo da campanha, mas é válida para todos aqueles que precisam atualizar o cartão de vacina e podem procurar os postos de vacinação para se imunizar contra a Covid-19.

A coordenadora reitera a segurança da aplicação das doses no mesmo momento. “A orientação inicial de um intervalo de 14 dias entre a aplicação das vacinas se dava pela necessidade de um monitoramento mais aprofundado do perfil de segurança. Atualmente, há um volume de dados que permite essas avaliações, o que possibilita recomendar a administração dos imunizantes Covid ao mesmo tempo das outras”, informa Josianne.

A medida possibilita, ainda, que não se perca o foco sobre outras doenças imunopreviníveis. “As pessoas têm procurado muito a vacina contra a Covid, essa nova doença é um assunto muito debatido. Mas temos que ter um olhar também para outras doenças, que contam com vacinas disponíveis e que nós precisamos ampliar as coberturas junto à população”, diz a coordenadora da SES-MG.

Nova remessa de vacinas chega a Minas nesta terça
Minas recebe, nesta terça-feira (5), mais 690 mil doses de vacinas contra a Covid-19. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), chegam ao Estado 324.090 doses das vacinas Pfizer e 368.250 da AstraZeneca. No total, serão 692.340 doses dos imunizantes dos dois laboratórios. A remessa faz parte do 56º lote de vacinas contra a Covid.

A Pfizer é o imunizante que está sendo utilizado para vacinação dos adolescentes no Brasil. 

*Com Agência Minas