O Hospital das Clínicas Mário Ribeiro da Silveira já está com o pronto-atendimento funcionando 24 horas para receber quem apresentar sintomas gripais, ou ainda, sintomas mais específicos do coronavírus. O hospital atenderá tanto crianças quanto adultos e idosos, de todo o Norte de Minas, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A atuação do pronto-atendimento do HC foi uma solicitação da Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros que, neste momento de crise, está reorganizando a rede SUS no município para atender a demanda que poderá existir em função de o Brasil estar entrando no outono. 

Neste período, a população é mais acometida por outros vírus que causam gripes, pneumonia e afetam quem tem asma e outros problemas respiratórios. Soma-se a essa questão, que ocorre anualmente, a pandemia do coronavírus.

“O HC entra com sua estrutura completa na rede de proteção e assistência neste momento crucial para o país. Vamos atender com qualidade e de forma ainda mais humanizada quem precisar dos nossos serviços, já que o coronavírus e toda a situação provocada por ele deixou o cidadão bastante fragilizado psicologicamente”, frisa o diretor do HC, Ruy Muniz.
 
PSICOLÓGICO
Um diferencial dos profissionais que atuarão no Mário Ribeiro é que todos receberão suporte psicológico. “Essa foi a forma que encontramos de cuidar de quem estará cuidando da população, porque sim, os nossos heróis precisam de suporte para aguentar os dias difíceis”, afirma Ruy Muniz.

Para garantir a segurança dos profissionais durante os procedimentos, o HC já tem os equipamentos de proteção individual (EPIs) em quantidade suficiente e estará recebendo mais ao longo do processo.

Para isso, o HC conta com parceria das Faculdades Funorte e, também, de doações do projeto SerTão Solidário para confecção dos EPIs, conforme normativa da Anvisa, como máscaras, botas, capotes com material descartável, além de aquisição dos demais itens recomendados. 
 
TELEMEDICINA
O hospital também atenderá aqueles que decidirem não sair de casa em busca de ajuda. Para estes, oferecerá a telemedicina, ou seja, através de uma ligação telefônica, o paciente informará os sintomas que está apresentando e será orientando sobre como proceder. A organização do serviço já está sendo finalizada.

Para manter o funcionamento da estrutura, o HC contará com os serviços de diversos profissionais como médicos, enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas, técnicos de enfermagem e higienização, que irão atuar considerando todos os cuidados e normas do Ministério da Saúde.