A primeira etapa da campanha de vacinação contra o sarampo em 2020 começou nesta segunda-feira em todo o país. Até 13 de março serão imunizadas crianças e jovens de 5 a 19 anos que não receberam nenhuma dose ou estão com o esquema vacinal incompleto.

A estimativa é de que cerca de 2,1 milhões de pessoas nessa faixa etária estejam suscetíveis à infecção em todo o Estado. Em 2019, Minas Gerais vivenciou surto da doença, com 136 casos.

Com incidências preocupantes em outras partes do país, o Ministério da Saúde manteve o alerta para a circulação ativa do vírus em todo o território nacional.

O atual esquema de vacinação para que o indivíduo seja considerado imunizado contra o sarampo são duas doses para quem tem de 12 meses a 29 anos e uma dose para as pessoas de 30 a 49 anos.

Em Montes Claros, a imunização está disponível em 19 salas: Antônio Pimenta, Cintra, Delfino, Eldorado, Esplanada, Independência, Lourdes, Major Prates, Maracanã, Morrinhos, Nova Esperança, Planalto, Tancredo, Santos Reis, São Judas, Vera Cruz, Vila Oliveira, Vila Sion e Montes Sião. 
O “Dia D” da Vacinação está previsto para 15 de fevereiro e haverá 24 pontos para atender a população: os locais extras são Mercado Central, UBS Alterosa, UBS Cidade Industrial, UBS São Geraldo III. É importante levar o cartão de vacinação.

A preocupação também se estende para o período da Festa de Momo. A transmissão da enfermidade é facilitada em aglomerações.

A vacina é contraindicada para gestantes e pessoas alérgicas à proteína do leite. “É importante frisar que as crianças e jovens que já tenham tomado duas doses da vacina tríplice viral e que estejam devidamente registradas no cartão, não precisam se vacinar”, detalha a coordenadora estadual do Programa de Imunizações da SES-MG, Josianne Dias Gusmão.

A estimativa de não vacinados, em Minas, dentro dessa faixa etária é de 529.417 indivíduos com uma dose e outras 1.657.022 pessoas que não tomaram nenhuma dose.