Covid em disparada: confirmações nesta semana são sete vezes maiores que total em dezembro

Márcia Vieira
O NORTE
28/01/2022 às 22:59.
Atualizado em 30/01/2022 às 01:07
 (marcelo camargo/agência brasil)

(marcelo camargo/agência brasil)

Em apenas cinco dias, Montes Claros registrou 3.408 casos confirmados de Covid-19. O número é sete vezes maior que o total anotado em todo o mês de dezembro. 

Nesta semana, de segunda a sexta-feira, a cidade viveu uma explosão de confirmações, atingindo o recorde de casos diários desde o início da pandemia na quinta-feira (27), com 954 ocorrências positivas.

Até mesmo a média diária de contaminações nestes cinco dias – que é de 681 – supera a soma do último mês de 2021 – 475. Os dados indicam claramente que o município vive uma nova onda de infecção pelo coronavírus.

A coordenadora de Vigilância em Saúde da Diretoria Regional de Saúde de Montes Claros, Agna Menezes, confirma que houve um aumento exponencial de casos confirmados nas três últimas semanas na região. No entanto, esse salto nos dados não se refletiu nos óbitos, o que, segundo ela, reforça a ação efetiva das vacinas.

“Enxergamos o impacto das vacinas na redução de óbitos e hospitalização, e, por isso, precisamos melhorar nossos indicadores. Continuamos numa baixa cobertura de D2, em média 10% abaixo do Estado”, explica Agna.
 
LETALIDADE
Apesar da preocupação com essa nova onda, a gestora de saúde afirma que o fato de a letalidade ter diminuído já é um grande avanço. 

“Nós observamos uma redução muito grande da letalidade quando comparamos 2020, 2021 e 2022. E mesmo neste ano, que a gente tem só um mês, o dado é comparável, uma vez que a letalidade leva em consideração o número de indivíduos que foram a óbito em relação ao número de indivíduos que adoeceram. Então, essa redução da letalidade deixa claro o efeito das vacinas na população”, explica Agna.

A letalidade da Covid em 2022 é de 0,10%, contra 1,82% em 2020 e 2,02%em 2021.

Os dados foram apresentados por Agna em reunião extraordinária nesta sexta-feira para avaliar o cenário da Covid-19 no Norte de Minas.

O encontro reuniu representantes das GRS de Pirapora e Januária, do Ministério Público e do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems).

Pirapora intensifica testagem
Montes Claros lidera o ranking dos dez municípios com maior carga da doença, ou seja, número absoluto de casos e óbitos acumulados. Em seguida, vêm Pirapora, Janaúba, Várzea da Palma, Salinas, Taiobeiras, Januária, Porteirinha, Bocaiuva e Jaíba.

A soma dos casos de Covid nestes municípios chega a 88.776, sendo que 4.575 permanecem em acompanhamento, 82.477 são de recuperados e 1.724 óbitos.

O secretário de Saúde de Pirapora, Rafael Lana, faz ressalvas quanto à situação. Para ele, é natural que a cidade apareça com destaque, uma vez que a testagem aumentou.

“Pirapora está investindo muito em testagem. Só agora estamos em vias de adquirir 5 mil testes RT-PCR por conta própria. O Estado tem enviado, mas entendemos que é necessária essa medida porque quanto mais se testa, mais é possível ter um diagnóstico preciso, o que justifica o alto número de casos. Alguns municípios preferem não testar ou não informar”, diz o secretário.

Rafael afirma que é consenso entre os municípios o pleito pela testagem, retomada do financiamento de leitos e do Centro de Covid para ampliar o acesso da população ao serviço, devido à disparada dos casos.
 
AUMENTO DE CASOS
Na última semana de dezembro de 2021, Pirapora diagnosticou 38 casos de Covid. Em janeiro de 2022, foram 246 na primeira semana e, até 22 de janeiro, já são 553 confirmados para a doença. De acordo com o secretário, 95% dos casos que evoluíram correspondem a pessoas que não se vacinaram ou tomaram apenas uma dose.

“O hospital suspendeu cirurgias em virtude da ocupação da enfermaria. Estamos com 76% dos leitos ocupados: UTI adulto 100%, UTI Covid 45% e suporte ventilatório 47%. Temos pacientes internados da própria cidade, de Santa Fé, de Ibiaí e de Jequitaí”, aponta.

O que está sobrecarregando o sistema, segundo Rafael, é a porta de entrada do pronto-socorro e Centro de Atendimento Covid, que hoje funciona unicamente por conta do município. Antes do pico em dezembro, a unidade funcionava até as 18h, hoje funciona até a meia-noite para desafogar o hospital.

Em função do avanço dos casos, a Prefeitura de Pirapora publicou ontem novo decreto, com medidas mais restritivas para evitar aglomeração. Foi suspenso todo tipo de festa e evento por duas semanas.

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por