A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) abriu consulta pública para atualizar os critérios de diagnóstico e tratamento de diabetes mellitus do tipo 1. Podem colaborar pacientes, profissionais de saúde e pesquisadores. O prazo se encerra na próxima segunda-feira (16).

A Conitec assessora o Ministério da Saúde nas atribuições relativas à incorporação, exclusão ou alteração de tecnologias em saúde pelo SUS, bem como na constituição ou alteração de Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT).

As sugestões devem ser enviadas por meio de um formulário eletrônico, disponibilizado no site da Conitec. Os novos parâmetros em vigor serão compilados em um Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas.

O diabetes tem como causa a produção insuficiente ou a má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia ao organismo. Considerada um transtorno metabólico, a doença engloba fatores genéticos, biológicos e ambientais.

Geralmente, o diabetes mellitus do tipo 1 se manifesta na infância e na adolescência, mas também pode aparecer na fase adulta.

Os sintomas são vontade de urinar diversas vezes ao dia, fome e sede constantes, perda de peso, fraqueza, fadiga, mudanças de humor, náusea e vômito. Se não tratado, o quadro pode ocasionar complicações agudas e crônicas, capazes de afetar olhos, rins, nervos e coração.
*Com Agência Brasil