A partir da próxima semana, os pais norte-mineiros têm um compromisso inadiável. Começa no dia 5 de outubro a Campanha de Multivacinação e contra a Poliomielite. A estimativa é a de que sejam vacinadas, até 30 de outubro, 92.959 crianças contra a pólio. Já a multivacinação tem como público-alvo mais de 175 mil crianças e adolescentes com idade entre 6 e 14 anos. O Dia D, em todos os municípios, será em 17 de outubro. 

Para realizar a imunização das crianças, a Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros repassou mais de 269 mil doses de vacinas para 54 municípios no Norte de Minas que integram sua área de atuação.

A campanha, coordenada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), tem o objetivo de atualizar a caderneta de vacinação de crianças com idade a partir de um ano e de adolescentes até 15 anos.
 
COM FALHAS
No Norte de Minas, os dez municípios que mais possuem a caderneta de vacinação desatualizada são: Montes Claros (88.860), Janaúba (17.733), Bocaiuva (12.090), Jaíba (10.294), Salinas (9.214), Porteirinha (8.649), Rio Pardo de Minas (8.386), Taiobeiras (8.075), Espinosa (7.534) e Coração de Jesus (6.474).

“Atualmente, tem sido observado um aumento do número de casos de pólio pelo vírus selvagem, no Paquistão (73 casos) e Afeganistão (47 casos), totalizando 120 casos, e pelo vírus derivado vacinal, com 406 casos em 23 países, mais 375 isolamentos de outras fontes até 23 de setembro deste ano. Situação que pode aumentar no contexto da pandemia de Covid-19, uma vez que alguns países têm relacionamentos diversos com o Brasil”, explica Simone Teixeira, professora das Faculdades Funorte e enfermeira do CTI Neonatal do Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro. 

Por isso, a grande importância de os pais levarem os filhos para receberem as doses de proteção. “Reiteramos a importância de manter a vigilância da poliomielite/paralisia flácida aguda. Em todo o país, a meta é a de que a vacinação obtenha cobertura de, no mínimo, 95% do público-alvo”, explica Simone Teixeira.

No caso da poliomielite, devem ser vacinadas mais de 11,2 milhões de crianças no país, sendo 1,34 milhão residentes em Minas Gerais.
 
AMPLA
A Campanha de Multivacinação visa imunizar crianças e adolescentes com todas as vacinas disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS), como a dose contra o sarampo, HPV, hepatite, febre amarela, meningite, tétano, dentre outras. 

“Todas devem ser vacinadas, indiscriminadamente, desde que já tenham recebido as três doses de vacina inativada do esquema básico. Já as crianças menores de um ano deverão ser vacinadas seletivamente, conforme as indicações do Calendário Nacional de Vacinação”, enfatiza Agna Soares da Silva Menezes, coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros. 

SAIBA MAIS
A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa que pode afetar crianças e adultos por via fecal-oral (através do contato direto com as fezes ou com secreções expelidas pela boca das pessoas infectadas). 

Quando o vírus atinge o sistema nervoso central, destrói os neurônios motores e provoca paralisia flácida em um dos membros inferiores. De acordo com a enfermeira Simone Teixeira, o período de incubação varia de 5 a 35 dias, com mais frequência entre 7 e 14 dias.