A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a indicação da vacina Comirnaty, da Pfizer, para crianças com 12 anos de idade ou mais. Com isso, a bula da vacina passará a indicar essa nova faixa etária para o Brasil.

De acordo com a agência, a ampliação foi aprovada após a apresentação de estudos desenvolvidos pelo laboratório que indicaram a segurança e eficácia da vacina para esse grupo. Os estudos foram desenvolvidos fora do Brasil e avaliados pela Anvisa.

Antes, a vacina Comirnaty estava autorizada para pessoas com 16 anos de idade ou mais. Até o momento, esta é a única entre as vacinas autorizadas no Brasil com indicação para menores de 18 anos. No entanto, apesar da autorização, ainda não há previsão da chegada dessa vacina ao país nem quando ela será disponibilizada para imunização desse público mais jovem.

A vacina da Pfizer foi a primeira a receber o registro definitivo para vacinas contra Covid-19 no Brasil.

A decisão da Anvisa foi vista com entusiasmo pelo infectologista e membro do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 em Belo Horizonte, Carlos Starling. Com a decisão, a bula do imunizante passará a indicar a nova faixa etária para o Brasil.

“Essa autorização é importante porque nós passamos a ter oportunidade de proteger um número cada vez maior de pessoas e um grupo que vem sendo muito penalizado em função do afastamento das atividades escolares”, disse na manhã desta sexta-feira (11) em entrevista à Rádio Itatiaia.

O especialista, porém, alerta para a necessidade de novas doses para que o público comece, de fato, a ser imunizado. “A possibilidade da vacinação em faixas cada vez mais jovens faz com que a circulação viral fique mais dificultada na medida que o grupo populacional é vacinado. No entanto, é preciso ter vacina. Não adianta ter autorização sem ter a quantidade de vacina necessária”, afirmou.

Reforço no estoque
Nesta sexta-feira (11), a Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros (SRS) e as Gerências Regionais de Saúde de Januária e Pirapora receberam nova remessa de 54.780 doses de vacinas contra a Covid-19. 

A 24ª remessa conta com 34.950 doses de vacinas da AstraZeneca/Universidade de Oxford e 19.830 doses da Pfizer/BioNtech.

O repasse dos imunizantes aos 86 municípios que compõem a região ampliada de saúde do Norte de Minas será realizado na segunda-feira (14).

Para os 54 municípios que integram a área de atuação da SRS de Montes Claros serão repassadas 23.550 doses de vacinas da AstraZeneca/Universidade de Oxford e 13.290 da Pfizer/BioNtech. 

Pelo fato de possuir maior número de habitantes, Montes Claros irá receber 13.210 doses de vacinas da AstraZeneca e 5.694 doses da Pfizer.

Para os 25 municípios da Gerência Regional de Saúde de Januária serão repassadas 7.510 doses da AstraZeneca/Universidade de Oxford e 4.728 da Pfizer/BioNtech. Já os sete municípios que compõem a área de jurisdição da GRS de Pirapora receberão 3.890 doses da AstraZeneca e 1.812 da Pfizer.

Com a nova remessa, o Norte de Minas contabiliza o recebimento de 841.570 doses de vacinas da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer/BioNtech.


*Com Agência Brasil