política

Montes-clarense enfrenta fila quilométrica e sol forte para celebrar posse de Lula em Brasília

Vermelho "tingiu" a Esplanada dos Ministérios para acompanhar o terceiro mandato do presidente

Alexandre Fonseca*
02/01/2023 às 14:32.
Atualizado em 02/01/2023 às 15:12
Ao centro, após enfrentar longa fila, Kennya conseguiu ficar entre as quase 40 mil pessoas presentes na Esplanada dos Ministérios. (Arquivo Pessoal)

Ao centro, após enfrentar longa fila, Kennya conseguiu ficar entre as quase 40 mil pessoas presentes na Esplanada dos Ministérios. (Arquivo Pessoal)

Após quatro anos do mandato de Jair Bolsonaro, o novo presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tomou posse do cargo nesse domingo, dia 1º de janeiro, em Brasília (DF). Pessoalmente, milhares de pessoas acompanharam os trâmites do empossamento, entre elas a professora de letras montes-clarense, Kennya Lima. 

Radicada em Ribeirão das Neves, a professora natural de Montes Claros, Norte de Minas, pilotou com seu namorado até Brasília e enfrentou uma longa fila para fazerem parte de um momento importante para a democracia brasileira. Ontem, o casal compôs o mosaico vermelho na Esplanada dos Ministérios para acompanhar o início do terceiro mandato de Lula. "Decidi ir à posse, porque, depois de tanto tempo no obscurantismo político, podemos ter esperança de novo. Isso é um fato histórico do qual eu gostaria de fazer parte estando presente fisicamente" comentou Lima.

Após receber a faixa das mãos de representantes da sociedade civil, uma vez que Bolsonaro e Mourão se negaram a repassá-la, o novo presidente discursou no parlatório reassumindo o compromisso de cuidar dos brasileiros. "Reassumo o compromisso de cuidar de todos, sobretudo daqueles que mais necessitam. De acabar outra vez com a fome. Temos um imenso legado, ainda vivo na memória de cada brasileiro e brasileira", afirmou. 

A professora de Letras de MOC estava no meio de milhares de pessoas. (Warley Andrade/ Agência Brasil)

A professora de Letras de MOC estava no meio de milhares de pessoas. (Warley Andrade/ Agência Brasil)

Ao se dirigir aos apoiadores que o aguardavam na Praça dos Três Poderes, o presidente agradeceu o voto de seus eleitores, mas afirmou que vai governar para todos os brasileiros.

"Vou governar para os 215 milhões de brasileiros e brasileiras, e não apenas para quem votou em mim. Vou governar para todas e todos, olhando para o nosso luminoso futuro em comum, e não pelo retrovisor de um passado", disse.

Para Kennya, que pode pessoalmente ouvir as palavras e promessas do novo presidente, esse momento representa a reconstrução do Brasil e o retorno do zelo para com os mais pobres e excluídos. "Representa a celebração da democracia e a esperança por dias melhores, especialmente, no que se refere a questões sociais esquecidas nos últimos anos, como preservação ambiental e o enfrentamento à violência contra a mulher e à fome" completa. 

Novo slogan, novo governo

Com o novo slogan, "União e reconstrução", Lula também deu posse aos 37 novos ministros de seu governo, com destaque para: Sônia Guajajara (Ministério dos Povos Indígenas); Flávio Dino (Ministério da Justiça e Segurança Pública), Fernando Haddad (Ministério da Fazenda), Simone Tebet (Ministério do Planejamento e Orçamento), Marina Silva (Ministério do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas) e Geraldo Alckmin (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços).

*Com informações da Agência Brasil

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2023Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por