O governador Romeu Zema (Novo) parece que tomou gosto pelas cidades norte-mineiras. Desta vez, Zema visitou o Festival Mundial da Cachaça, em Salinas, realizado no último fim de semana, e aproveitou para se reunir com lideranças no município de Taiobeiras. A visita do governador faz parte do projeto “Giro pelo Estado”, com o objetivo de ouvir demandas e buscar soluções para os problemas enfrentados nas diversas regiões de Minas Gerais.

Romeu Zema já esteve em outras cidades da região, como Bonito de Minas, Montes Claros e Januária. Em Salinas, além de visitar os estandes do festival, o governador ouviu demandas dos produtores a respeito do potencial do comércio e produção da cachaça que, muitas vezes, acaba ocorrendo de forma irregular.

“Faço questão de estar neste festival para prestigiar essa atividade tão relevante. Temos que fazer com que este tipo de evento atraia mais pessoas e que até faça parte do calendário de eventos do Estado. Minas é um importante produtor de cachaça e temos um potencial enorme para explorar em relação à produção regional de cachaça e, pelo que se percebe, muito pouco foi feito”, disse o governador durante a passagem em Salinas.

Também na chamada “Capital da Cachaça”, Zema doou o salário recebido como governador para a Associação Hope of The Future, fundada em 1994, que atua no atendimento de cerca de 120 crianças e adolescentes, entre 4 e 17 anos, e seus familiares em situação de vulnerabilidade social. Esse tipo de doação é uma das principais propostas do governador, que decidiu abrir mão do salário para ajudar instituições filantrópicas, como a Apae de Papagaios e de Maravilhas.

“Fico satisfeito de ver que temos uma entidade como a Hope, com tantos meninos que querem aprender e estudar mais. Não percam essa oportunidade de aprender e estudar. Se tem uma coisa que faz diferença na nossa vida é isso”, afirmou o governador, durante a visita.