O Poeta das Evas

Vitrine Literária / 01/10/2020 - 00h01

A imortalidade acadêmica consiste na preservação da memória de seus membros. Por isso, a Academia Montes-clarense de Letras cumpre agora o seu papel e edita este Suplemento Literário recheado de raras e doces moções e de muitas saudades também.

A morte faz muitas revelações sobre a vida. Em José Prudêncio de Macedo revelou que excedia nas letras e nas amizades que cultivava em nossa sociedade. Falar sobre “O Poeta das Evas...” não é uma obrigação nossa de acadêmico, mas uma eutimia prazerosa, haja vista a riqueza literária que ele nos legou através dos seus livros Folhas de Saudades e Entre outras coisas... Eva, obras que fazem bem para o corpo e para o espírito.

Entretanto, quando me disponho expressar em meu nome e em nome da Academia Montes-clarense de Letras, o sentimento, a dor por que passaram os membros desta plêiade, é porque, entre outras coisas, tenho hoje o privilégio e a glória de poder pertencer a esta entidade, honrando e respeitando a cadeira número 18 que antes lhe pertencia.

Assim, procedemos com acerto e principalmente com justiça quando elaboramos esta modesta resenha em memória ao nosso confrade e amigo, o saudoso poeta José Prudêncio de Macedo. Não é por acaso que os poetas, seus contemporâneos, admiravam essa brilhante faceta do seu gênio crítico e do seu humor incomum, o que não é privilégio de muitos, senão de poucos, por que não dizer de pouquíssimos...

Agora, o tempo já vai loooonge... 

Enquanto isso, a saudade perdura desde as exéquias até os dias de hoje. Por isso, diremos apenas que o seu perfil de homem intelectual ficou definitivamente gravado na memória de nossa Academia Montes-clarense de Letras, onde a lembrança despertará sempre na mais profunda saudade e na mais comovida admiração.

Ainda sobre o poeta José Prudêncio de Macedo escrevemos com rara dedicação e profundo respeito a sua biografia. Os escritos estão registrados nos anais da Academia Montes-clarense de Letras, e consta do livro O Poeta José Prudêncio de Macedo.

Publicidade
Publicidade
Comentários