Vai pra federal

Preto no Branco / 20/07/2021 - 07h22

Antes do STF ter beneficiado o ex-presidente Lula (PT) com decisão questionável, o deputado Paulo Guedes (PT) havia acertado com o deputado estadual Virgílio Guimarães que, com a sua desistência de disputar a reeleição, ele voltaria a disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa. Como Lula está apto a enfrentar as urnas, Guedes vai buscar a reeleição para federal. A dúvida do parlamentar petista decorre da pouca visibilidade, inclusive dentro do próprio partido, no Congresso Nacional.
 
Declarando
O ex-prefeito de Porteirinha Silvanei Batista (PSB) de repente confirma todo o envolvimento que sempre teve com o deputado Paulo Guedes, conforme reiteradas vezes foi divulgado pela imprensa. A informação que chega à coluna é a de que ele fez compromisso de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa pelo PT, inclusive vem visitando vários municípios da região com o parlamentar federal. Quanto às chances de Batista, o que posso dizer é que em política tudo é possível. No momento, é fato que ele não aparece no holofote dos que de fato estão concorrendo com chance de êxito.
 
Justificativa
Seria prudente que deputados federais do Norte de Minas que votaram favorável ao aumento de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões das cifras destinadas ao financiamento eleitoral de 2022 se justificassem junto à população da região de modo em geral. É fato que muitos vão dizer que a proposta era apenas um item da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e votaram no projeto como um todo. Quero saber se o aumento for vetado pelo presidente Bolsonaro, se eles vão confirmar o veto.
 
Oposição ou situação
Vários leitores querendo saber se na eleição de 2022 seria melhor caminhar com a oposição ou com a situação. A minha opinião é a de que a escolha é relativa. Hoje, o eleitor está mais independente e quando acompanha a liderança é pensando em benefício próprio, ou proposta para a sua região. A vantagem em relação a quem está no poder é a estrutura e o fato de ter ao seu entorno o que chamamos de “grupo dependente”, que direta ou indiretamente, está ligado ao poder.
 
Francisco Dumont
Neste sábado estive visitando Francisco Dumont, quando da inauguração de um campo society (quadra sintética), dentro do complexo do balneário. Como jornalista político, conversei com vários moradores para saber da opinião sobre o momento do município. É fato que a avaliação do prefeito Eduardo Rabelo tem sido positiva em face da preocupação com projetos estruturantes.
 
Queda de braço
Fica evidente que os interesses políticos fora do contexto republicano têm norteado a convivência entre o governador Zema (Novo) e a Assembleia Legislativa. Os interesses nas urnas em 2022 estão prevalecendo acima dos interesses do povo mineiro.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários