Senado sem opção

Preto no Branco / 23/07/2021 - 06h17

Até o momento, nenhum exercício de futurologia tem sido capaz de permitir apontar o político mineiro com chance de ocupar, no Senado Federal, a partir de 2022, a vaga que tem direito Minas Gerais. Dependendo das articulações, o nome que poderia deslanchar seria o do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), que, no momento, está focado na disputa pelo governo de Minas, entendendo ser o nome da oposição com chance de enfrentar o governador Zema (Novo).
 
Novo no Senado
Hoje seria difícil prever o que poderá acontecer com o Partido Novo em 2022, quando da abertura da janela que permite a mudança de partido. A agremiação já articula para tentar voos mais altos. Na disputa pelo Senado por Minas Gerais, o nome cogitado é o do deputado federal Tiago Mitraud, que é um dos nomes mais bem avaliado no Congresso. Ele definiu que não disputará a reeleição na Câmara, mas admite pensar na disputa no Senado. A sua dificuldade é o fato de não ser conhecido no interior do Estado.
 
Rejeição
Fizemos o compromisso de comentar sobre a presença da rejeição no processo eleitoral. Primeiro é preciso entender que a avaliação do grau de rejeição ou de aceitação do candidato só acontece na disputa majoritária. O mais comum é que quem está no poder e vai para a reeleição apresente maior índice de rejeição. Trata-se do desgaste natural que o cargo oferece. Na prática, o resultado é o reflexo da avaliação que a população faz da administração de quem está no poder. Quando do decorrer da campanha é natural a oscilação dos números para baixo.
 
Fundo Eleitoral
A pressão da sociedade, através de manifestações, principalmente nas redes sociais, fez com que o Congresso Nacional repensasse a posição de enfiar “um jabuti” no projeto da LDO, permitindo o aumento do fundo eleitoral. É certo que a proposta será vetada pelo presidente Bolsonaro, e que o veto seja confirmado pelos parlamentares, que discutem “aprovar um meio termo”. A este respeito, o próprio presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), já declarou que vai haver mudanças nos valores aprovados.
 
Praça da Matriz
A Prefeitura de Montes Claros anunciou que as obras de recuperação da Praça da Matriz, considerada um dos cartões-postais do município, estão em ritmo acelerado. Esperamos que o Executivo encontre uma forma de preservar aquele espaço, evitando que seja ocupado por “moradores de rua”, que devem ser atendidos e acolhidos com humanidade, mas em locais próprios.
 
Praça Dr. Carlos
Se tornou uma missão quase impossível transitar pela praça Dr. Carlos, localizada na área central de Montes Claros. O local foi invadido por centenas de pombos, que têm incomodado pela presença e pela sujeira. O fato de serem alimentados pela população tem levado as aves ao local.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários