Rodrigo Pacheco

Preto no Branco / 24/03/2021 - 00h59

O senador mineiro Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Federal, vem demonstrando maturidade política no momento em que assume o controle e a busca de unificação dos discursos entre os poderes no enfrentamento da Covid-19. Contrariando a postura do STF, absolve o discurso da população ao entender que a coordenação das ações de combate à pandemia deve ficar com o governo federal e não fracionada entre governadores e prefeitos, que apresentaram resultados desastrosos. A busca de um ponto comum entre Executivo, Legislativo e Judiciário é de fato a única saída para enfrentar o problema.

Dulce acertou
Temos criticado algumas decisões da secretária de Saúde de Montes Claros, Dulce Veloso, por não aliar as informações negativas da Covid-19 aos resultados positivos que vêm sendo obtidos pela sua pasta, a exemplo do número de infectados, com os de recuperados e a porcentagem, por habitante contaminado, em relação a outras regiões. Agora mesmo, acerta ao expedir comunicado às unidades de saúde para afixar avisos aos usuários, informando do direito de optar pelo tratamento precoce da Covid-19. Aliás, apesar de algumas posições contrárias, não existe constatação de mortes por uso de tratamento precoce.
 
Decreto Jaíba
Sem querer entrar no mérito das novas medidas adotadas pelo município de Jaíba, no enfrentamento à Covid-19, entendo que não tem amparo legal a decisão de adquirir um drone para fiscalizar locais suspeitos de estarem promovendo aglomeração em eventos. Tal atitude pode ser considerada mais como uma invasão de privacidade, sujeita a questionamento jurídico. A medida pode ser entendida como invasão de privacidade e, para se resguardar, a prefeitura deveria, antes de adotar a medida, consultar a Justiça.
 
Novo decreto
O novo decreto de enfrentamento à Covid-19, publicado pela Prefeitura de Montes Claros, não traz nenhuma novidade, apenas endureceu as medidas contidas na “Onda Roxa” do governo do Estado. Permanece a proibição da venda de bebida alcoólica no comércio, mesmo para o consumo doméstico. Sem entrar no mérito da eficácia, ou não, o certo é que proprietários de bares e restaurantes entraram na fase de desespero.
 
Saraiva Felipe
Sempre tive admiração pela postura, ações e conhecimento do médico e ex-deputado federal Saraiva Felipe, principalmente no campo da saúde. Ele, que já foi secretário de Saúde em Montes Claros, um dos criadores do SUS, ministro da Saúde, respeitado em todo o país, deveria ser melhor aproveitado neste momento de enfrentamento à Covid-19. Entendo que sua experiência não pode ser desprezada. Sei que hoje ele prefere dedicar-se à família, mas sua contribuição é primordial. Com a palavra, deputados, senadores, governos estadual e federal.

Publicidade
Publicidade
Comentários