Ressurgir das cinzas

Preto no Branco / 23/09/2020 - 00h59

No momento em que o PT reconhecer que vem encolhendo em todo o país e que precisa mudar, radicalmente, o discurso e a forma de enfrentar os adversários, terá condições de começar a colocar a agremiação nos trilhos. A primeira medida é não transformar nenhum dos seus integrantes em símbolo, e, num segundo momento, reconhecer os erros do passado. O partido que foi a principal estrela do país, hoje está ausente das prefeituras das capitais e dos cem principais municípios brasileiros. No Norte de Minas, a situação não é diferente. Para se ter ideia, nas eleições de 2016 o partido esteve nas chapas majoritárias da maioria dos municípios. Hoje, este número caiu para menos da metade, o que vale dizer que o número de eleitos será reduzido. 

Só formalmente
O dirigente do PC do B em Montes Claros, Daniel Dias, jamais escondeu o seu desejo de que a agremiação caminhasse com o candidato da situação. A decisão de coligar com o PT foi da maioria dos comunistas, mas que na prática não terá maiores resultados. É que Dias mantém o mesmo discurso de alinhamento com a administração.
 
Novela PDT
Não precisa ter bola de cristal para afirmar que o PDT de Montes Claros criou uma novela em torno da negativa de legenda para o vereador Raimundo do INSS, como forma de conquistar candidatos para a chapa proporcional. No capítulo mais recente, a divulgação foi a de que seu nome não constava na lista, o que foi verificado. Mesmo não tendo assistido o próximo capítulo, é possível afirmar que tudo não passou de jogo de cena e que Raimundo será, sim, candidato à reeleição pelo PDT.
 
Reforma do Mercado
No primeiro semestre deste ano, político fez festa anunciando a reforma do Mercado Municipal. Chegaram a postar vídeo nas redes sociais, divulgando liberação de recursos de emenda da ordem de R$ 1,770 milhão. A prefeitura informou que a obra não iniciou porque o dinheiro ficou apenas na promessa e até agora não caiu na conta. Aliás, no mês passado, aproveitaram a visita do ministro do Turismo a Montes Claros, Marcelo Álvaro Antônio, para pedir dinheiro para reforma. Este se limitou a dizer que estudaria o pedido.
 
Glaucilândia
Em Glaucilândia, tudo caminhava para uma eleição com apenas dois candidatos. Naquele momento, tudo convergia para o apoio da oposição à candidatura do empresário Arnaldo Via Única (PT). Hoje, o quadro mudou, com a entrada de um terceiro nome e a mudança do apoio do ex-prefeito Jurandir Rodrigues César (MDB), que vai caminhar com o candidato do seu partido, o atual vice-prefeito Erivelton. Com as mudanças, o ex-prefeito Marcelo Brant passou a ser o principal nome na disputa.
 
Postagens
Como a rede social é integrada, é importante que os candidatos, ao postarem “santinhos”, identifiquem o partido e a cidade.

Publicidade
Publicidade
Comentários