Publicação de terça-feira, 3 de abril de 2007

Preto no Branco / 03/04/2007 - 08h39

Casa da Imprensa

· No último sábado, 31 de março, os profissionais da imprensa do Norte de Minas escreveram mais uma página histórica para a região. Foi realizada a assembléia de constituição da Casa de Imprensa do Norte de Minas. Além dos profissionais da imprensa, compareceram à reunião lideranças políticas e empresários. Todos puderam conhecer o estatuto que regerá a Casa da Imprensa e o projeto de reconstrução do prédio, que estava abandonado há quase 20 anos.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

PARTINDO PARA O TUDO OU NADA

· A exemplo da contratação de alguns profissionais da imprensa para fazer parte da secretaria de Comunicação da Prefeitura, a escolha de dirigentes de outras funções dentro do quadro de confiança do Executivo não mais prioriza o critério técnico. Na avaliação do supersecretário Paulo Ribeiro, o momento é de contratar pessoas que, de uma forma ou outra, possa contribuir para mudar a imagem da administração junto à população. Paulinho Ribeiro recebeu do prefeito Athos Avelino carta branca para propor as mudanças, inclusive apresentando os nomes.

Agora mesmo, para diminuir o desgaste provocado com o fim da secretaria de Esportes (reforma administrativa), o supersecretário pensou rápido e foi buscar um nome relacionado com toda classe esportista de Moc. Chegaram até Denarte D’Ávila, criador da nova versão de homenagem a atletas de todas modalidades (Troféu Bola Cheia). Não sendo feliz na empreitada, a escolha caiu sobre o nome de Coró Barbosa, que além de conhecer o setor, tem trânsito livre principalmente junto aos praticantes de futebol de campo.

De qualquer forma, acreditamos que se não houver vontade política, com destinação de recursos suficientes para a pasta, não haverá qualquer efeito prático. Coró Barbosa já esteve no setor e não pôde realizar nada, justamente porque a Prefeitura, na ocasião, não tinha, como não tem, uma política voltada para o esporte.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

HORA H PARA O PCdoB

· E falando em esporte, a direção do PCdoB em Moc tem nesta quarta-feira, às 17h30, um encontro com o prefeito Athos Avelino Pereira para saber qual o espaço da agremiação dentro da administração.  A reunião será decisiva, quando os comunistas sairão sabendo se permanecem ou não no “barco do poder municipal”. É inegável que a convivência entre o partido e a administração foi totalmente abalada quando o chefe do Executivo resolveu acabar com a secretaria de Esporte sem ao menos levar o assunto ao conhecimento do partido. Agora, mais uma vez, o partido foi apanhado de surpresa, uma vez que ainda respondia pela secretaria-adjunta de Esportes, cuja titular até então era a senhora Márcia Beatriz Inácio Xavier, esposa do vereador Lipa Xavier.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

AURINDO NO PPS

· Se não houver alteração na legislação eleitoral, o vereador Aurindo Ribeiro (sem partido) poderá definir pela filiação no PPS do prefeito Athos Avelino. O fato de hoje exercer a função de porta-voz do prefeito na Câmara poderá facilitar as coisas. O comentário foi feito pelo próprio vereador à coluna Preto no branco. De qualquer forma, Ele coloca o PTB como outra opção. O fato de hoje pertencer ao grupo político do deputado estadual Arlen Santiago poderá influir na sua decisão.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

DINHEIRO EM CAIXA

· Apesar de não ter chegado ao conhecimento da imprensa e, conseqüentemente, da população, fomos informados que na segunda quinzena do mês de março foi depositada na conta da prefeitura de Moc a quantia de R$ 14 milhões, referentes à parte a que tem direito no IPVA. O mais interessante é que o referido valor diz respeito a apenas 30% da previsão de arrecadação. Se os recursos forem aplicados em favor daqueles que pagaram o imposto, não temos qualquer dúvida de que os problemas de buracos e ruas centrais sem asfalto estarão praticamente resolvidos.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

BOBOS DA CORTE

· É ridículo o comportamento de determinados políticos do Norte de Minas e, principalmente, de Moc que pagam “bobos da corte”, expressão tão bem definida pelo meu colega jornalista Manoel Freitas, para ficarem gritando seus nomes em solenidades importantes.  Tais comportamentos têm acontecido principalmente quando aqui aportam autoridades de nível federal e estadual. Na minha opinião, esse tipo de histerismo político é a cara da nossa classe política. É a própria fotografia de determinados políticos. Aliás, quem paga é a cara de quem grita. São farinhas do mesmo saco. Infelizmente, é esse tipo de imagem que autoridades importantes levam de Moc.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

RECUPERAÇÃO TRECHO DA BR 135

· Assessoria do deputado federal Reginaldo Lopes - PT transmitiu informação à coluna dando conta de que tiveram início, na semana passada, as obras de melhoria da BR 135 (64 km) nos trechos entre Manga e Montalvânia. Os dados foram coletados junto ao DNIT. Outra informação é que não foi fixado prazo para a empresa contratada para recuperar o trecho de 114 quilômetros entre Itacarambi, Manga e Montalvânia conclui-lo. A primeira parcela das obras orçada em R$ 800 mil já foi autorizada.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

EM BUSCA DO TEMPO PERDIDO

· Na nossa estréia neste espaço, comentamos sobre a desestruturação dos partidos políticos em nível de município. Entre as agremiações citadas estava o PDT, que agora, nas mãos do deputado Carlos Pimenta, tenta recuperar o tempo perdido. A agremiação alugou casa na Rua Coração de Jesus, 112 A, para ser a sede do partido. A coordenação dos trabalhos ficou por conta da companheira de imprensa Vanda Gonçalves. Nesse primeiro momento, está sendo feita refiliação dos membros. As dificuldades têm sido na recuperação dos candidatos a vereadores que participaram das eleições de 2004. Os principais nomes abandonaram o barco. De qualquer forma, ainda tem tempo promover a reformulação.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

NOVO CANDIDATO

· O presidente da Sociedade Rural de Montes Claros, Alexandre Viana, comentou à coluna que não procedem as informações de que disputaria as eleições de 2010 como candidato a deputado estadual. Na realidade, o seu projeto político é disputar já as eleições de 2008 como candidato a prefeito. Indagado sobre a projeção de sua performance nas urnas, ele comentou que pelo menos terá espaço para divulgar os propósitos e pensamentos da classe ruralista, “que é quem sustenta este país”, comentou.

Publicidade
Publicidade
Comentários